facebook pixel code

Dia Mundial de Prevenção da Pneumonia

Olhando bem para o dia de hoje no calendário, o que te vem à cabeça? Alguma celebração em especial?

Dia Mundial de Prevenção da Pneumonia

12

NOV

Nada, né?

Então a gente vai te contar.

Hoje, 12 de novembro, é o Dia Mundial da Pneumonia...ou uma data especialmente dedicada à prevenção da doença.

Mas o que é, exatamente, a pneumonia, você sabe?

Trata-se de uma afecção pneumocócica.

Oi?

O que raios significa isso?

Calma que a gente te explica. É quando ocorre inflamação nos pulmões, desencadeada por diversos microorganismos (que podem ser vírus ou bactérias).

É bom ficar de olho nos primeiros sinais que a doença apresenta a fim de que o quadro não evolua, comprometa a saúde seriamente e termine por levar o(a) doente a uma internação hospitalar.

E quais são estes primeiros indícios?

Vale prestar atenção especial a resfriados e gripes que venham acompanhados de febre alta, tosse, dores no corpo e uma sensação generalizada de mal-estar.

Aliás, falando em febre, se o sintoma permanecer por mais de quatro ou cinco dias é fundamental ficar alerta para ver se surge algum dos outros indícios já citados acima.

Não é bobagem. Nem exagero

Pode ser a pneumonia. E, sem os devidos cuidados, pode matar.

Sim, matar.

Especialmente as crianças.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a pneumonia é o principal motivo de morte de crianças com menos de 5 anos. Os números assustam: hoje, a cada 20 segundos, uma criança perde a vida para a doença.

Em pleno 2017!

Por isso, o 12 de novembro torna-se ainda mais importante.

Além dos sintomas já relacionados, a pneumonia também é caracterizada por falta de ar e expectoração com secreção amarela (que, por vezes, pode vir acompanhada de sangue).

Para adultos, a melhor forma de prevenir é vacinar-se contra os principais agentes causadores da doença, como o pneumococcus, por exemplo.

No caso das crianças menores de cinco anos, especialistas recomendam: a alimentação do bebê, durante os seis primeiros meses de vida (no mínimo), deve se restringir ao leite materno; a higiene dos utensílios usados com o bebê (e das mãos de quem vai cuidar dele) deve ser impecável; ambientes poluídos com fumaça de cigarro, por exemplo, devem ser evitados.

[Fonte: www.calendarr.com]