facebook pixel code

Existem, sim, formas de prevenir o Acidente Vascular Cerebral

As letras AVC, quando ouvidas juntas, sempre causam tensão.

Existem, sim, formas de prevenir o Acidente Vascular Cerebral

02

DEZ

Não é para menos, a abreviação para Acidente Vascular Cerebral ocupa o segundo lugar no ranking das principais causas de morte no Brasil.

Como elemento incapacitante está no topo do pódio.

Só em 2015 – de acordo com números oficiais, levantados pelo Ministério da Saúde – foram mais de 100.500 mortes em decorrência da em enfermidade.

É muita gente.

E todos esses brasileiros, talvez, pudessem ter sido salvos se tivessem sido orientados, adequadamente, quanto às formas de prevenção dessa doença que, autoimune e incapacitante, é grave, mas pode ser evitada.

E como é possível se precaver contra a ocorrência de um AVC?

De acordo com especialistas, com as seguintes medidas: controlar a pressão alta, fazer exercícios físicos moderados cinco vezes na semana, ter uma dieta saudável e balanceada com mais frutas e verduras e menos sal, reduzir o colesterol, manter peso adequado, não fumar e evitar exposição passiva ao tabaco, reduzir a ingestão de álcool, identificar e tratar a fibrilação atrial e, por fim, evitar diabetes, adotando acompanhamento médico.

A tecnologia também se apresenta como poderoso aliado para combater o problema. Já é possível conhecer as características de um AVC – bem como as formas de preveni-lo – baixando o aplicativo gratuito “Riscômetro de AVC” (disponível para os sistemas operacionais Android e iOS), que tem tradução para 25 idiomas.

Para reduzir o número de mortes ocasionadas por AVC, o Ministério da Saúde já adotou medidas específicas. Uma delas dá conta de uma meta, a de retirar – até 2020 – 28.562 toneladas de sódio dos alimentos processados.

Com tal providência, a pasta espera reduzir em 15% os óbitos por AVC e 10% por infarto.

[Fonte: Veja.com]