facebook pixel code

Vacina mais eficiente contra HPV é aprovada pela Anvisa. Uso de preservativo continua sendo o melhor método de prevenção contra as doenças causadas pelo vírus

Boa notícia para a Saúde no Brasil!

 Vacina mais eficiente contra HPV é aprovada pela Anvisa. Uso de preservativo continua sendo o melhor método de prevenção contra as doenças causadas pelo vírus

11

JAN

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, no finalzinho do ano passado, uma vacina bem mais eficiente contra o papilomavírus humano (HPV).

Com gama de atuação ampliada (que inclui, além dos subtipos 6, 11, 16 e 18, os 31, 33, 45, 52 e 58) o imunizante Gardasil 9 aumenta muito a proteção contra o vírus, cuja ação no organismo pode culminar em câncer de útero, vulva, vagina e ânus.

O novo medicamento foi autorizado com indicação específica para pessoas de 9 a 26 anos, de ambos os sexos.

Visto que o vírus HPV é transmitido por meio de relações sexuais, a recomendação médica é que a proteção seja realizada antes do início da vida sexual. No entanto, apesar de tal diretriz, diversas pesquisas já indicaram que a vacina atua de forma benéfica mesmo em casos nos quais a pessoa já é sexualmente ativa ou já contraiu o vírus.

A viabilização do novo medicamento veio mais do que na hora.

Estimativas do Ministério da Saúde dão conta de que, atualmente, mais da metade da população brasileira entre 16 e 25 anos tem HPV.

Apesar da nova possibilidade de imunização, vale – sempre – a recomendação de sempre (isso mesmo, repetido assim para que fique bem claro): o melhor mesmo é não ter as doenças causadas pelo vírus e, para tal, é fundamental o uso do preservativo como meio de prevenção.

[Fonte: Veja.com]