facebook pixel code

Conjuntivite: inflamação da membrana transparente e fina que reveste a esclera é frequente o ano todo. Higiene adequada evita o contágio

E este inverno estranho, hein?

Conjuntivite: inflamação da membrana transparente e fina que reveste a esclera é frequente o ano todo. Higiene adequada evita o contágio

07

JUL

Calor incompreensível para a época, tempo seco e...tanta gente com irritação nos olhos, já reparou?

Pois é, é a conjuntivite!

Trata-se de inflamação na membrana transparente e fina que reveste a esclera (a parte branca dos olhos) e o interior das pálpebras, chamada conjuntiva

Sabe aquela coloração vermelha tão característica do problema? É o que acontece quando a conjuntiva sofre uma irritação e os vasos sanguíneos se dilatam.

Os sintomas são bem específicos: incômodo com a luz, secreção, coceira, sensação de areia. 

E se você acha que só existe um tipo de conjuntivite, engana-se!

Existem as conjuntivites viral, bacteriana, alérgica, tóxica ou química e gonocócica.

Por isso, a qualquer sinal de incômodo nos olhos, o recomendável é evitar a automedicação e procurar – o quanto antes – um (a) oftalmologista.

E, embora tenhamos salientado – lá no começo – que estamos no inverno, saiba que, segundo os médicos, as conjuntivites são bem contagiosas, e frequentes, o ano todo. 

Elas podem ser deflagradas por conta do contato com objetos ou mãos contaminadas com agentes irritantes (como vírus, bactérias ou determinadas substâncias). Por isso, para evitar o contágio, manter a higiene adequada é fundamental.

[Fonte: https://drauziovarella.uol.com.br]