facebook pixel code

Deseja ser CFO na empresa? O salário é ótimo, mas, saiba, os requisitos para ocupar a função mudaram

Se chegassem para você dizendo que tem alguém “na firma” ganhando 78 mil reais por mês, você logo iria querer saber de quem se trata, doido (a) para ocupar o lugar da tal pessoa, não?

Deseja ser CFO na empresa? O salário é ótimo, mas, saiba, os requisitos para ocupar a função mudaram

11

JUL

Pode confessar.

É, mas o (a) colega – só para você saber – tem muuuuita responsabilidade, viu?

Trata-se “apenas” do (a) diretor (a) financeiro (a), o CFO, e – para a sua informação – a função ganhou amplitude.

Isso significa que as demandas para ocupar essa cadeira na empresa mudaram e executivos candidatos devem apresentar um novo perfil.

De acordo com os que já ocupam a função, o (a) CFO – agora – é o (a) porta-voz da empresa, tanto internamente quanto com os clientes

Este (a) profissional tem tido papel muito atuante no processo de vendas e gestão dos negócios. 

Para você entender bem, ele (a) deixou de ser apenas um tipo de sentinela exclusiva da contabilidade e do orçamento para atuar – fortemente – como “embaixador (a)” dos negócios.

A novidade é fruto da transformação tecnológica que acabou com – ou reduziu bastante – a carga de trabalho (traduzida em elaboração de relatórios contábeis sobre a transações na empresa).

O (A) CFO, hoje, é digital.

Por muito tempo, ele (a) foi conhecido como a “mão pesada” da empresa, que só falava em números, de forma pragmática, e que dizia ‘não’ para tudo. 

Hoje, precisa ser mais comunicativo (a) e digital. Não quer dizer que parou dizer “nãos”. Ainda fala muitos, porém, de forma mais embasada, com mais visão do negócio.

Por quê?

Porque, agora, ele (a) precisa entender das outras áreas

É o mercado pedindo.

[Fonte: Exame.com]