facebook pixel code

Sabe aquelas pessoas que conseguem pensar diferente a respeito de tudo? Elas são criativas! Boa notícia: se treinar, você também pode ser!

E aí aquele (a) super criativo (a) que habita o seu entorno teve uma ideia luminosa, na qual você jamais pensaria...

Sabe aquelas pessoas que conseguem pensar diferente a respeito de tudo? Elas são criativas! Boa notícia: se treinar, você também pode ser!

07

NOV

Como é que ele foi chegar a tal lampejo?

Bom, você já sabe que ele (a) é criativo (a), não?

A resposta está aí...

E não somos nós que estamos dizendo, são os pesquisadores da Universidade de Melbourne, na Austrália.

Eles não só confirmaram que pessoas criativas enxergam o mundo de forma diferente, mas, principalmente, registraram COMO isso acontece.

De acordo com os estudiosos, a criatividade está associada à exclusão de um fenômeno conhecido como “rivalidade binocular” e à habilidade de manter-se alerta aos arredores mesmo quando o olhar está focado em algum ponto específico.

Uhmm...achou a explicação muito complexa?

Então vamos tentar simplificar...

Nas conclusões do estudo, publicado no periódico Journal of Research in Personality, os psicólogos Luke Smillie, Anna Antinori e Olivia Carter registraram que pessoas criativas conseguem ver o mundo além das aparências, identificando novas possibilidades em todos os lugares e situações.

Espera aí que vamos te falar sobre a experiência que eles realizaram e você já vai entender...

Quando somos colocados para ver uma imagem diferente em cada olho de forma simultânea (como, por exemplo, listras vermelhas no olho esquerdo e listras verdes no direito), em geral, nosso cérebro foca em uma das gravuras por vez.

Isso significa que, primeiro, enxergamos o padrão vermelho e, depois, o verde.

Tal percepção sensorial é conhecida como a tal “rivalidade binocular” que já citamos.

Depois de algum tempo expostos a tal experiência visual, tendemos a ver a imagem sobreposta (quando ocorre "exclusão da rivalidade") e enxergamos um xadrez vermelho e verde (em vez de cada padronagem em separado).

Tá...e daí?

E daí que – para você entender a experiência – indivíduos mais criativos conseguem observar esse efeito por um período maior do que o restante das pessoas.

Ahhh, agora ficou mais claro, não?

Ih, mas você já se encolheu no canto, aí, todo (a) acabrunhado (a), se achando a pior pessoa do mundo, já que não se acha nem um pouco criativo (a).

Bom, para finalizar, vamos te repassar uma dica dos pesquisadores: criatividade é uma habilidade que pode ser treinada e desenvolvida, viu?

Por exemplo, você tem exercitado o hábito da leitura?

Mãos à obra aí!


[Fonte: https://revistagalileu.globo.com]