facebook pixel code

Arritmologia Clínica

Pós-Graduação Carga Horária: 380 h Modalidade: Presencial

Área de Conhecimento: Saúde

Apresentação:
O curso de especialização em Arritmologia Clínica contempla atender a uma necessidade do mercado. O especializando terá no seu campo teórico um conteúdo multifatorial das ARRITMOLOGIAS, para ampliar o seu campo de conhecimento com uma visão das interpretações eletrocardiográficas à luz da clínica e das intervenções assistenciais de características agudas e crônicas. Deste modo, torna a assistência multiprofissional mais qualificada ao paciente portador de arritmias agudas e crônicas bem como suas sequelas a órgãos alvos. A Especialização em Arritmologia Clínica visa atender a tendências atualizadas e contextualizadas no domínio das tecnologias de ponta, bem como atender a um segmento não contemplado por outras instituições de ensino, sendo vital para as categorias contempladas.
Aulas quinzenais.
Coordenador: Esp. Lelio Claudino de Lima

Objetivo:
- Compreender os princípios fisiológicos, clínicos das arritmias cardíacas;
- Atuar de forma Multicêntrica com uma visão contextualizada com a Clínica;
- Dominar os mecanismos arritmológicos;
- Saber diagnosticar e intervir nas clínicas, e aplicar as terapêuticas pertinentes;
- Conhecer as inovações e intervenções tecnológicas;
- Interpretar a eletrocardiografia e aplicar ao contexto Clínico; e
- Relacionar a Eletrocardiografia aos exames de apoio para avaliações diagnósticas.

Disciplinas:
MODULO A: CICLO BÁSICO EM ARRITMOLOGIAS CLÍNICA - 60H

DISCIPLINA 1 - INTRODUÇÃO EM ARRITMOLOGIA CARDÍACAS CLÍNICA - I e II
Construir as bases de entendimento clínico eletrocardiográfico arritmológicos associando à sinais e sintomas do paciente com atrelamento a propedêutica cardíaca e arritmológica.

DISCIPLINA 2 - ANATOMIA CARDÍACAS / VALVAR / COMPLEXO ESTIMULANTE
Construir uma visão da anatomia geral com enfoque no sistema cardiovascular, cardiopulmonar, circulatório e renal associados ao sistema de ativação excito condutor, e seus processos formadores de arritmias.

DISCIPLINA 3 - FISIOLOGIA DE CICLO CARDÍACA E EIXO EXCITO CONDUTOR
Relacionar a fisiologia cardíaca ao fechamento e aberturas das valvas e os sons procedentes de processos fisiopatológicos envolvidos ao eixo excito condutor, aplicando ao sistema derivacional, vetorial, formação do impulso elétrico cardíaco, bem como o sistema de regulação da frequência cardíaca.

MODULO B: ESTUDOS DAS MORFOLOGIAS ANORMAIS DAS ONDAS ELETROCARDIOGRÁFICAS ? 100H

DISCIPLINA 4 - ELETROFISIOLOGIA CLINICA E ELETROQUÍMICA / CONDUÇÃO NORMAL
Aprimorar as bases de entendimento dos potenciais de ação celular associando as fases 0, 1, 2, 3 e 4 aos componentes hidro-eletrolítico e a formação do complexo de ativação ventricular, e na formação e condução do impulso elétrico cardíaco, associando à clínica de cada paciente.

DISCIPLINA 5 - SÍNDROMES BRADI E TAQUIARRITMIAS: SUPRA VENT. /ATRIAIS / JUNCIONAIS / TRN / VENTRICULARES
Compreensão dos mecanismos envolvendo as síndromes formadoras de bradi e taqui arritmias supraventriculares, atriais, e reentradas nodais, juncionais e ventriculares e os mecanismos de instabilidades hemodinâmicas envolvidas neste processo.

DISCIPLINA 6 - BLOQUEIOS ATRIOVENTRICULARES / BLOQUEIOS DE RAMOS / UNI E BIFASCICULARES
Compreender o processo de formação das ondas de ativação atriais e ventriculares bem como os intervalos e segmentos anormais atrelando aos bloqueios de conduções AV associando ao intervalo PR, e as morfologias do complexo de ativação ventricular pertinentes aos bloqueios de ramos direitos e esquerdos e seus graus.

DISCIPLINA 7- ARRITMIAS ESPECIAIS 1: MIOCARDIOPATIAS / HIPERTROFIAS / AUMENTOS DE CAMARAS DIR e ESQ.
Associar o crescimento de câmaras cardíacas atriais ventriculares a morfologias das deflexões e intricicóides a onda P ao aumento das câmaras atriais e das ondas S e R as suas profundidades e amplitudes ou a soma de uma ou mais ondas ultrapassando o limite fisiológico com observação do sistema derivacional precordial onde ocorre este fenômeno de aumento de câmaras.

DISCIPLINA 8 - ARRITMIAS ESPECIAIS 2: SÍNDROMES DO QT LONGO / CURTO / ALTERAÇÕES SEGMENTO ST
Interpretação das principais arritmias envolvendo alteração do intervalo QT em caráter de encurtamento ou o seu prolongamento com associação de mecanismos desenvolvidos com bradi e taqui-arritmias. Compreender as alterações não lesivas ao músculo cardíaco que cursam com supra ou infra desnivelamento do segmento ST sem alterações enzimáticas, havendo necessidade de outros métodos de avaliação e apoio ao diagnóstico.

DISCIPLINA 9 - ARRITMIAS ESPECIAIS 3: ISQUEMIAS / LESÃO / NECROSE / DOENÇAS ARTERIAIS CORONARIANAS / IAM
Construir e diferenciar as alterações do segmento ST e ondas Q de natureza patológica, com a pertinência de separar processo isquêmico de lesão e ou necrose das entidades eletrocardiográficas diferenciando uma das outras. Atrelar as doenças arteriais coronarianas ao ângor pectoris a alteração e inversão da onda T ao seu quadro sindrômico atrelando ao que denominamos iam Q e iam não Q.

DISCIPLINA 10 - ARRITMIAS ESPECIAIS 4: ARRITMIAS DE REEENTRADAS VIAS ANOMALAS / PRÉ EXCITAÇÃO
Construir, identificar e atrelar as alterações e surgimentos de ondas delta, e encurtamento do PR, as arritmias de reentradas por vias anômalas, como as síndromes de VPW , LLG, e associar as condutas medicamentosas, assistenciais e intervencionistas na busca de estabilidade hemodinâmica do paciente.

MODULO C: ESTUDOS DAS ALTERAÇÕES ELETROCARDIOGRÁFICAS: METABÓLICAS E CONGENITAS ? 40H

DISCIPLINA 11 - ARRITMIAS ESPECIAIS 5: PROCESSOS INFLAMATORIOS / METABÓLICOS / PULMONARES / INTRACRANIANOS
Atrelar o desconforto retroesternal, aos sinais e sintomas clínicos do ângor pectoris, aos exames de apoio e diagnósticos de enzimologias e eletrocardiográficos aos processos inflamatórios, metabólicos etc..., a não reciprocidade entre as paredes cardíacas envolvidas

DISCIPLINA 12 - ARRITMIAS ESPECIAIS 6: INTOXICAÇÃO DIGITÁLICA / QUINIDINICA / DISTÚRBIOS HIDROELETROLÍTICOS
Associar o comportamento eletrocardiográfico à sintomatologia atrelando ao uso de medicamentos de forma de ser tipificada de intoxicação quinidínica, digitálica e a distúrbios hidroelétricolíticos, diferenciando uma das outras.

DISCIPLINA 13 - ARRITMIAS ESPECIAIS 7: DOENÇAS CONGÊNITAS / TETRALOGIA FALLOT / EBSTEIN / DEXTROCARD.
Atrelar as alterações eletrocardiográficas as anomalias de diversas naturezas congênitas a um comportamento eletrocardiográfico que tipifica as intervenções necessárias de caráter emergencial, assistencial e cirúrgico, tendo como predito desta qualidade o eletrocardiograma.

MODULO D: ESTUDOS DOS ARSENAIS FARMACOLÓGICOS EM EMERGÊNCIAS CARDÍACAS E LABORATORIAIS ? 40H

DISCIPLINA 14 - FARMACOLOGIA ANTIARRITMICOS / TROMBOLÍTICOS
Associar o arsenal farmacológicos a classe dos anti-arrítmicos atrelando a relação custo-benefício e os receptores e mecanismos de ações envolvidos com o objetivo de normatização do ritmo cardíaco.

DISCIPLINA 15 - ESTUDOS DAS ENZIMOLOGIAS E DISLIPIDEMIAS
Formação do sangue, interpretação dos exames bioquímicos, hematológicos e enzimologias. Relacionar aos processos formadores de placas de ateromas aos níveis normais dos colesteróis.

MODULO E: ESTUDOS EXAMES DE APOIO DIAGNÓSTICOS INTERVENCIONISTAS E DIRETRIZES NA PCR ? 80H

DISCIPLINA 16 - SEMIOLOGIAS E SEMIOTÉCNICA - PROPEDÊUTICA CARDÍACA E PULMONAR
Atuação semiológica, semiotécnica com base nas auscultas cardíacas e pulmonar, associando aos sons normais e anormais das bulhas cardíacas e seus desdobramentos, bem como aos murmúrios adventícios pulmonares e seus atrelamentos à luz da clínica e uso do arsenal tecnológico para uma boa propedêutica.

DISCIPLINA 17 - INSTALAÇÃO HOLTER TESTE ERGOMÈTRICO / MAPA / MONITOR EVENTOS
Associar os exames de apoio de diagnóstico à um arsenal de domínio da tecnologia de ponta na busca de elucidar as diversas formas de sinais e sintomas não diagnosticados em outros exames de monitorização cardíaca (mapa, holter, teste ergométrico, dentre outros)

DISCIPLINA 18 - MARCA PASSO ARTIFICIAIS / CARDIO DESFIBRILADORES / RESSINCRONIZADORES
Atrelar a necessidade do uso de marca-passos artificiais de diversas naturezas: Pacer-maker, cardio-desfibriladores sincronizadores, tendo como preditivo deste entendimento o comportamento eletrocardiográfico que viabilizam o uso de marca-passos implantáveis.

DISCIPLINA 19 - SUPORTE AVANÇADO DE VIDA EM CARDIO ARRITMIAS E CONDUTAS NA PCR
Interpretação das principais arritmias letais e manobras pertinentes, aplicadas ao suporte avançados de vida em cardio-arritmias. Uso dos recursos durante e ressuscitação cardio-pulmonar e cerebral, respeitando os protocolos e guidlines pertinentes.

MODULO F: PRODUÇÃO CIENTÍFICA E ELABORAÇÃO DE ARTIGO - 60H

DISCIPLINA 20 - SIMPÓSIO MULTIDISCIPLINAR EM CARDIOARRITMIAS E CONDUTAS
Elaboração multidisciplinar de discussões contextualizadas nas arritmias cardíacas, com ênfase nos trabalhos e artigos de TCC a serem apresentados pelo corpo discente à coordenação e convidados.

DISCIPLINA 21 - METODOLOGIA DA PESQUISA
Construção das fases do projeto do artigo científico obrigatório para conclusão desta especialização em arritmologia clínica. Serão divididos em 4 grandes momentos: introdução à pesquisa, elaboração do projeto de pesquisa, conclusão e/ou apresentação da pesquisa à banca de convidados e coordenação deste curso.

Pré-requisitos:
NÍVEL SUPERIOR COMPLETO.

Público Alvo:
Área da Saúde (Biomédica):
Enfermeiros
Fisioterapeutas
Farmacêuticos.

PROFESSOR