facebook pixel code

Enfermagem em Saúde da Família

Pós-Graduação Carga Horária: 420 h Modalidade: Presencial

Área de Conhecimento: Enfermagem

Apresentação:

O curso em Enfermagem em Saúde da Família tem como objetivo capacitar enfermeiros para atuar na Atenção Primária à Saúde com ênfase na Estratégia Saúde da Família Promover o aprimoramento em gestão, assistência e organização da atenção básica Motivar e proporcionar a utilização de ferramentas teóricas e práticas que contribuam para a concretização da universalidade, integralidade, equidade, monitoramento em saúde e participação popular A carência de profissionais capacitados para atuar em equipes de saúde da família, tanto em termos quantitativos quanto qualitativos, é um dos maiores empecilhos para o avanço e consolidação do PSF e da política de atenção primária no país carência de Instituições oferecendo esta Especialização.

Disciplinas:

1.Políticas de Saúde (20h)
a.Dimensões históricas e sociais da Saúde Pública no Brasil:
i.Surgimento e desenvolvimento
b.Análise das Políticas de Saúde Pública em relação aos arranjos institucionais configurados no Brasil
c.As relações entre Estado e Sociedade
d.A organização e funcionamento do SUS e
e.Temas conjunturais e tendências de reformas no setor saúde.

2.Vigilância Sanitária e Epidemiologia (20h)
a.O raciocínio epidemiológico:
i.Epidemiologia descritiva e 
ii.Analítica. 
b.Indicadores de saúde
c.Sistemas de informações em saúde
d.Vigilância epidemiológica das doenças de notificação obrigatória
e.Sistema Nacional, objetivos e funções da vigilância Epidemiológica
f.Identificar a situação epidemiológica e clinica das principais doenças infecciosas e parasitárias endêmicas
g.A vigilância sanitária de alimentos, de produtos e serviços, do meio ambiente e do local de trabalho
h.Principais zoonoses
i.Programas de controle de vetores
j.A vigilância sanitária no contexto da área de abrangência da Unidade de Saúde da Família e
k.A contribuição das ações de vigilância Sanitária e ambiental na promoção da saúde e prevenção de doenças.

3.Estatística e Redes de Atenção à Saúde (20h)
a.Estatística: 
i.Fundamentos da estatística aplicada às ciências da saúde
ii.Distribuição de frequência
iii.Medidas de tendência central e de dispersão
iv.Curva de distribuição normal
v.Noções de probabilidade
vi.Testes de significância para médias e proporções
vii.Correlação e regressão linear simples
viii.Medidas de morbimortalidade e
ix.Padronização direta e indireta
b.Redes de Atenção à Saúde (RAS):
i.Fundamentos, conceitos e elementos constitutivos
ii.Os modelos de atenção à saúde: 
1.Modelos de atenção às condições crônicas e os modelos de atenção às condições agudas e
2.As mudanças na atenção à saúde e a gestão da clínica. 
iii.Exemplos de RAS:
1.A interface da APS com Centro Hiperdia de Atenção Secundária, Centro Viva Vida e o Centro Mais Vida.

4.Estratégia de Saúde da Família I (20h)
a.Territorialização: O conhecimento do território como instrumento para o planejamento
b.Trajetória, características e composição do Programa Saúde da Família/ Estratégia Saúde da Família
c.Política Nacional de Atenção Básica
d.A mudança do modelo assistencial e
e.Sistema de Informação em Atenção Básica (SIAB) e o E-SUS.

5.Estratégia de Saúde da Família II
a.O trabalho em equipe na Atenção Primária à Saúde: Organização do processo de trabalho na UAPS
b.Ferramentas para organização do processo de trabalho
c.Gestão do trabalho da equipe de saúde da família
d.As atribuições do enfermeiro como membro da equipe da atenção primária à saúde: 
i.O enfermeiro na gerência, 
ii.Assistência,
iii.Na educação e
iv.Pesquisa na atenção primária à saúde.

6.Gestão de Recursos Humanos, Financeiros e Materiais na Atenção Primária e Metodologia Científica I (20h)
a.Gestão de recursos financeiros: 
i.Piso de atenção Básica (PAB) e outras fontes de recursos financeiros para a APS (Programa Saúde em Casa, PROESF, Programa Travessia Saúde). 
b.Gestão de recursos materiais na APS: 
i.Dicas para previsão e provisão de materiais nas UAPS
ii.Lista básica de medicamentos, materiais de consumo para a APS e
iii.Estrutura física das UAPS de acordo com as normatizações do Ministério da Saúde. 
c.Gestão de Recursos Humanos na APS:
i.Relacionamento interpessoal
ii.Recursos humanos e qualidade de vida no trabalho
iii.Cuidando de quem cuida e 
iv.Os desafios do trabalho em equipe na APS. 
d.Metodologia Científica I:
i.Ciência, Método e técnica
ii.Ciência pura e aplicada
iii.Tipos de explicação científica e
iv.Bases do raciocínio científico, teoria, hipótese, dedução, indução, análise e síntese.

7.Planejamento e Gestão da Atenção Primária (20h)
a.Planejamento em saúde: 
i.Os aspectos gerais do planejamento
ii.Métodos de planejamento em saúde
iii.O planejamento estratégico situacional e
iv.Avaliação das ações de saúde na atenção básica à saúde
b.Instrumentos de planejamento do SUS:
i.Relatório Anual de Gestão (RAG), Plano Municipal de Saúde (PS), Programação Anual (PAS) alinhados com o Plano Plurianual (PPA), a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e a Lei Orçamentária (LOA).
c.Programação dos serviços de saúde
d.Programação local em saúde
e.Avaliação como um processo de estruturação e planejamento dos serviços de saúde
f.Plano diretor da Atenção Primária à Saúde
g.Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade (PMAQ) e
h.Elaboração e importância dos Instrumentos administrativos (regimento serviço de enfermagem, manual de normas e rotinas diagnóstico situacional e escala de atribuições) e protocolos de enfermagem.

8.Capacitação Pedagógica (20h)
a.O processo educativo:
i.Técnicas e metodologia de ensino aplicada à saúde do ser sob a abordagem psicomotora:
1.Da criança
2.Do(a) adolescente
3.Do(a) escolar
4.Do(a) adulto(a) e
5.Do(a) idoso(a).
ii.Conscientizar o profissional da enfermagem sobre a importância de aplicar as técnicas de ensino, facilitando sua capacitação para a prática pedagógica.

9.Prevenção e tratamento de lesões cutâneas e Imunização (20h)
a.Prevenção e tratamento de lesões cutâneas: 
i.Anatomia e fisiologia da pele 
ii.Avaliação da pessoa portadora de lesões cutâneas
iii.Avaliação do Leito da ferida
iv.Técnicas de limpeza e desbridamento de feridas (enzimático, autolítico e mecânico)
v.Indicação de coberturas
vi.Úlcera venosa
vii.Úlcera por pressão e
viii.Úlcera diabética. 
b.Imunização:
i.Programa Nacional de Imunização (PNI) Planejamento e avaliação das ações de imunização
ii.Acolhimento e preparo da sala de vacina
iii.Controle de vacinas, materiais e insumos e
iv.Organização do arquivo de vacinação.
c.Considerações sobre administração dos imunobiológicos: 
i.Técnicas de preparo, vias e locais de administração
d. Calendário vacinal da criança, adolescente, gestante, adultos e idosos.

10.Metodologia Científica II e Saúde Sexual e Reprodutiva do Homem (20h)
a.Metodologia Científica II: 
i.Tipos de pesquisa
ii.O processo de pesquisa e seu significado
iii.Problemas de pesquisa e sua formulação
iv.Fases da pesquisa
v.Redação de textos científicos e
vi.Normatização de textos técnico-científicos
b.Saúde Sexual e Reprodutiva do Homem:
i.Política Nacional de Assistência Integral à Saúde do Homem (PNAISH)
ii.Breve Diagnóstico da Situação da Saúde do Homem no Brasil
iii.Enfoque de Gênero, Sexualidade e Saúde Reprodutiva do homem
iv.Assistência de Enfermagem na prevenção dos cânceres mais prevalentes do aparelho reprodutor masculino e
v.Assistência de enfermagem nas doenças sexualmente transmissíveis e AIDS.

11.Saúde Sexual e Reprodutiva da Mulher I (20h)
a.Evolução das Políticas de Atenção à Saúde da Mulher
i.Breve Diagnóstico da Situação da Saúde da Mulher no Brasil
ii.Política de Atenção Integral à Saúde da Mulher e
iii.Saúde da Mulher e o Enfoque de Gênero, Sexualidade e Saúde Reprodutiva.
b.Violência contra mulher
c.Assistência de Enfermagem na prevenção dos cânceres ginecológicos mais prevalentes
d.Principais aspectos das síndromes ginecológicas, tais como:
i.Sangramento transvaginal
ii. Dor pélvica
iii.A incontinência urinária e
iv.Outras.
e.Assistência de enfermagem nas doenças sexualmente transmissíveis e AIDS e
f.Assistência ao risco sexual.

12.Saúde Sexual e Reprodutiva da Mulher II (20h)
a.Assistência Pré-Natal:
i.Avaliação pré-concepcional
ii.Organização
iii.Planejamento da assistência pré-natal
iv.Anamnese,
v.Exame físico
vi.Exame obstétrico
vii.Solicitação e avaliação dos exames complementares
viii.Aspectos emocionais da gestação, queixas mais comuns na gravidez e
ix.Intercorrências clínicas e obstétricas mais frequentes durante a gravidez. 
b.Atenção no puerpério: assistência de enfermagem ao puerpério:
i.Imediato, 
ii.Tardio e remoto e
iii.Aspectos emocionais no puerpério.
c.O papel dos profissionais que atuam na atenção primária para a promoção do parto humanizado
d.Assistência de enfermagem no climatério e menopausa:
i.Aspectos clínicos
ii.Psicológicos e
iii.Educativos.

13.Saúde da Criança e do Adolescente (20h)
a.Diagnóstico da situação da saúde da criança no Brasil:
i.Organização da atenção à saúde da criança na atenção primária
ii.Assistência de enfermagem a criança na atenção primária à saúde
iii.Acompanhamento do crescimento e desenvolvimento da criança na UAPS e domicílio e
iv.Prescrição de medicamentos e solicitação de exames para criança pelo enfermeiro na APS. 
b.Promoção da saúde da criança, aleitamento materno:
i.Orientação alimentar para o desmame e
ii.Anamnese alimentar e orientação alimentar para lactente
c.Pré-escolar e escolar
d.Atenção integrada às doenças revalentes na infância (infecção respiratória aguda doença diarréica aguda febre alterações no padrão nutricional - desnutrição e obesidade febre e anemia). 
e.Diagnóstico da situação da saúde do adolescente no Brasil:
i.Organização da atenção à saúde do adolescente na primária, atenção integrada ao adolescente: 
1.Mudanças fisiológicas e emocionais 
2.Assistência de enfermagem ao adolescente na atenção primária à saúde e
3.Promoção da saúde do adolescente. 
f.Abordagem da gravidez e uso de drogas lícitas e ilícitas na adolescência.

14.Saúde do Adulto I (20h)
a.Fatores determinantes da qualidade de vida do indivíduo adulto e
b.Principais questões ligadas à assistência integral à saúde do adulto

15.Saúde do Adulto II e Metodologia Científica III (20h)
a.Saúde do Adulto II: 
i.Sinais e sintomas mais frequentes e/ou de risco no adulto, que levam às patologias mais comuns e/ou que mereçam abordagens mais ativas, incluindo, em alguns casos, a busca ativa (hipertensão arterial sistêmica, diabetes, doença renal crônica, tabagismo e outros). 
b.Metodologia Científica III: 
i.Como criticar artigos
ii.Publicação de artigos e
iii.Apresentação de artigos científicos.

16.Saúde do Idoso e Saúde Mental (20h)
a.O envelhecimento populacional e a saúde dos idosos: 
i.Transição demográfica
ii.Transição epidemiológica
iii.Mortalidade de idosos
iv.Internações de idosos
v.Saúde e doença de idosos residentes na comunidade e
vi.Perspectivas.  
b.Abordagem dos principais problemas clínicos de idosos:
i.Osteoporose,
ii.Quedas e fraturas
iii.Depressão,
iv.Demências,
v.Confusão mental e insônia
vi.Violência contra o idoso e
vii.Síndrome de imobilidade.
c.O envelhecimento como um processo essencialmente benigno e natural, apesar de suas limitações fisiológicas gradativas, distinguindo-as das características patológicas que podem instalar-se durante esse processo. 
d.Fatores determinantes da qualidade de vida da pessoa idosa (sociais, políticos, econômicos, ambientais, culturais e individuais)
e.Aspectos específicos ligados à promoção à saúde da pessoa idosa
f.Fatores de risco à saúde do idoso, assim como os sintomas claros ou não específicos de qualquer alteração física ou mental
g.Diagnóstico das condições de vida e de saúde da pessoa idosa
h.Medidas de proteção específica e
i.Diagnóstico precoce, tratamento adequado e o monitoramento dos principais problemas de saúde da pessoa idosa.

17.Saúde Mental (20h)
a.A construção histórica, política cultural da doença mental no Brasil 
b.A atenção em saúde mental - o cuidado e a clínica: 
i.O cuidado em saúde mental 
ii.A epidemiologia dos transtornos mentais na atenção primária
iii.Diretrizes gerais para a avaliação de problemas de saúde mental na atenção básica 
iv.Casos clínicos 
v.Somatização ou queixas somáticas inexplicadas 
vi.Transtorno de ansiedade e abuso de benzodiazepínicos 
vii.Transtorno depressivo com risco de suicídio 
viii.Dependência química com abstinência alcoólica e
ix.Transtorno psicótico em crise. 
c.Identificação das condições de vida que interferem na saúde mental, situações de risco e vulnerabilidade e
d.Atuais aspectos sistêmicos da saúde mental

18.Saúde Bucal, Urgência e Emergência na APS e Saúde do Trabalhador (20h)
a.Saúde Bucal: 
i.Ampliação do conceito de saúde e das estratégias utilizadas em prol da qualidade de vida da comunidade e
ii. Contribuições da saúde bucal voltada para todos os ciclos de vida no contexto da promoção de saúde através das situações que perpassam o cotidiano da equipe multidisciplinar do PSF.
b.Urgência e Emergênciana APS:
i.Histórico do atendimento pré-hospitalar
ii.Principais situações de urgência e emergência na APS:
1.Avaliação inicial e secundária.  
iii.Protocolo de Manchester na APS
iv.Diferenças entre socorro, resgate e atendimento pré-hospitalar
v.Fisiologia respiratória e circulatória básica
vi.Condutas iniciais para manutenção da vida em situações clínicas e traumáticas
vii.Definição de parada cardiorrespiratória. Sinais da parada cardiorrespiratória
viii.Objetivos da ressuscitação cardiopulmonar
ix.Fases do atendimento à parada cardiorrespiratória e
x.Manobras de ressuscitação cardiopulmonar.
c.Saúde do Trabalhador:
i.A organização da atenção à saúde dos trabalhadores
ii.O Sistema Único de Saúde e a saúde dos trabalhadores 
iii.A Estratégia de Saúde da Família e a saúde dos trabalhadores
iv.Saúde do Trabalhador: 
v.Carga e o desgaste do trabalho na determinação social dos agravos à saúde dos trabalhadores e no diagnóstico de doenças 
vi.Reconhecer as vulnerabilidades e situações de risco para a saúde dos trabalhadores indicando medidas preventivas
vii.Reconhecer os direitos e os saberes dos trabalhadores na defesa de sua saúde
viii.Saber os fluxos de informação dos agravos decorrentes do trabalho
ix.Preparar-se para o exercício ético da profissão frente as medidas de proteção à saúde dos trabalhadores e
x.Adquirir responsabilidade profissional para com a vigilância da saúde frente a situações de riscos nos ambientes de trabalho. 
d.Os principais agravos à saúde dos trabalhadores no Brasil:
i.Acidentes de trabalho
ii.Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho - DORT ou Lesões por Esforços Repetitivos - LER
iii.Perda de Audição Induzida pelo Ruído - PAIR
iv.Intoxicação pelo chumbo
v.Intoxicações por agrotóxicos
vi.Dermatoses ocupacionais
vii.Pneumoconioses e
viii.Trabalho infantil.

19.Prática Assistida em Estratégia de Saúde da Família (60h)

Pré-requisitos:

Nível Superior Completo

Público Alvo:

Graduados em Enfermagem