facebook pixel code

Enfermagem em Urgência e Emergência com Ênfase em Cardiologia

Pós-Graduação Carga Horária: 360 h Modalidade: Presencial

Área de Conhecimento: Enfermagem

Apresentação:
A pujança econômica vivida pelo Brasil da atualidade (crescimento da construção civil, aumento da frota automobilística, deslocamento populacional em massa e etc) aumenta o contingente populacional exposto ao risco de acidentes, além de contribuir para o aumento da expectativa de vida dos brasileiros com consequente aumento da incidência de eventos cerebrovasculares, doenças crônicas e degenerativas e suas respectivas desordens agudas.
Tal fato gera a necessidade de prepararem profissionais para abordagem inicial destes agravos à saúde. Entretanto, não existe no mercado atualmente uma atividade educacional de referência que visa treinamento de pessoal para tal fim. É esta lacuna que a presente pós-graduação visa ocupar, tendo como objetivo a curto-médio prazo se tornar a mais respeitada ambiente de prática e de pós-graduação em atendimento pré e intra-hospitalar da cidade de Juiz de Fora.

Coordenação: Érika Dornelas Soares

Objetivo:
Capacitar profissionais de saúde a identificarem e agirem, em conformidade com as orientações das grandes instituições referenciais para o assunto, nas situações que envolvam risco iminente de morte com o paciente crítico.

Disciplinas:

1.Histórico, Qualidade em Serviço de Enfermagem e Política de Atenção as Urgências e Emergências (20h)
a.Evolução da Assistência de Saúde nos Períodos Históricos;
b.Origem da Profissão;
c.Enfermagem Moderna; 
d.Período Florence Nightingale;
e.Primeiras Escolas de Enfermagem; 
f.Sistema Nightngale de Ensino; 
g.História da Enfermagem no Brasil; 
h.Anna Nery; 
i.Desenvolvimento da Educação em Enfermagem no Brasil (Séc. XIX); 
j.Cruz Vermelha Brasileira; 
k.Primeiras Escolas de Enfermagem no Brasil; e
l.Entidades de Classe e Política do SUS na atenção as urgências e emergências.

2.Anatomofisiologia Respiratória, Cardiovascular e Renal; Características da UPA, PA E APH (20h)
a.Estudo morfológico dos órgãos e sistemas que constituem o organismo humano; e
b.Unidades de urgência e emergência do pré-hospitalar móvel, fixo e as portas de entrada.

3.Terapia Intravenosa em Urgência e Emergência (20h)

4.Farmacologia Aplicada à Urgência e Emergência; SAE Aplicada à Urgência (20h)
a.Vias de administração de medicamentos:
i.Mecanismos de ação;
ii.Fatores que interferem nas ações e efeitos.
b.Implicações na área de Enfermagem em urgência e emergência;
c.Absorção, biotransformação e eliminação de medicamentos;
d.Farmacodinâmica: 
i.Ações gerais dos fármacos;
ii.Conceitos, 
iii.Modelos; e
iv.Teorias de Enfermagem.
e.Processo de Enfermagem;
f.Sistemas de Classificação de Enfermagem;
g.Raciocínio clínico;
h.Pensamento crítico;
i.Cuidado humanizado; e
j.Princípios da Prática Baseada em Evidências.

5.Dispnéia, Dor Torácica, Tontura, Vertigem e Síncope; Biossegurança e Bioética (20h)
a.Percurso histórico da bioética e biossegurança;
i.Bases conceituais e o atual estágio de organização.
b.Identificação e análise de situações geradoras em potencial de riscos biológicos;
c.Conflito ético
i.Maneiras apropriadas de lidar com tais situações. 
d.Principais legislações, regulamentações e normas de biossegurança.
e.Normas; e
f.Estudo sobre os sinais e sintomas em situações de emergência.

6.Atendimento Inicial ao Paciente Grave e Orientação Metodológica (20h)
a.Diferentes formas de expressão escritas:
i.Científica; e 
ii.Não-científica.
b.Reconhecimento em artigos científicos da área da saúde;
i.Contexto situacional de sua publicação; 
ii.Organização estrutural; e
iii.Estratégias de organização discursiva e linguística; 
c.Apropriação de recursos linguísticos e discursivos para empregá-los adequadamente em reescrita e produções textuais no contexto da saúde;
d.Compreender as diferentes partes de um relatório de pesquisa, como constitutivos da investigação;
e.Sistema de classificação de risco;
f.Assistência de enfermagem sistematizada a pacientes adultos/idosos graves ou em estado crítico e seus familiares; e
g.Aspectos ético-humanísticos da assistência de enfermagem ao paciente crítico/grave e seus familiares. 

7.Analgesia e Dor (20h)
a.Perfil epidemiológico das urgências e emergências;
b.Modalidades, competência e atribuições no atendimento às urgências e emergências: 
i.Aspectos éticos e legais.
c.Situações de risco;
d.Importância da prevenção de acidentes;
e.Atendimento pré-hospitalar básico nas emergências traumáticas e não traumáticas;
f.Ferimentos;
g.Choque;
h.Hemorragia;
i.Cinemática do trauma; e
j.Emergências clínicas mais comuns.

8.TCE, Trauma Abdominal, Trauma Torácico; Aula Prática de APH (20h)
a.Abordagem teórica no atendimento do paciente vítima de trauma; e
b.Aula Prática de Atendimento Pré-Hospitalar.

9.Emergência do Sistema Respiratório (20h)
a.Características gerais do sistema respiratório;
b.Controle da Ventilação Alveolar;
c.Relação Ventilação/Perfusão;
d.Mecânica do Sistema Respiratório;
e.Acoplamento, Excitação, Contração do Músculo Liso; e
f.Ajustes Cardiorrespiratórios.

10.Traumas Especiais (20h)
a.Abordagem teórica no atendimento do paciente vítima de trauma.

11.Hipertensão, Anafilaxia e Abdômen Agudo e Metodologia Científica (20h)
a.Fisiopatologia e a aplicabilidade;
b.Conceitos:
i.Hipertensão arterial sistêmica;
ii.Anafilaxia; e
iii.Abdômen agudo. 
c.Diferentes formas de expressão escritas: 
i.Científica; e
ii.Não científica.
d.Reconhecimento em artigos científicos da área da saúde;
i.Contexto situacional de sua publicação; 
ii.Organização estrutural; e
iii.Estratégias de organização discursiva e linguística; 
e.Apropriação de recursos linguísticos e discursivos para empregá-los adequadamente em reescrita e produções textuais no contexto da saúde;
f.Compreender as diferentes partes de um relatório de pesquisa, como constitutivos da investigação;

12.Hipertensão, AVC e Emergências Metabólicas (20h)
a.Emergências metabólicas mais comuns;
b.Estudo sobre acidente vascular cerebral isquêmico e hemorrágico; e
c.Hipertensão arterial sistêmica.

13.Anatomofisiologia e Semiologia do Sistema Cardiovascular e Noções Básicas de Eletrocardiograma (20h)
a.Função, partes constituintes e a importância dos sistemas cardiovascular;
b.Percepção das funções dos sistemas:
i.Nervoso central, 
ii.Autônomo; e 
iii.Nervoso periférico;
c.Sistema cardiovascular. 
i.Mecanismo de funcionamento do sistema cardiovascular; e
ii. Fisiologia cardiovascular frente a situações especiais.
d.Tipos de equipamentos;
e.Padronizações de técnicas e métodos;
f.Parâmetros;
g.Valores e limites da normalidade;
h.Identificação de anormalidades;
i.Diagnóstico do eletrocardiograma;
j.Exercícios de ECG:
i.Taquiarritmias. 
k.Exercícios de ECG: 
i.Questões sobre arritmias cardíacas.

14.Bradiarritmias, Marca-Passo e Taquiarritmias e Cardioversão Elétrica (20h)
a.Estudos sobre Bradiarritmias:
i.Doenças do nó sinusal. 
ii.Bloqueios atrioventriculares. 
b.Estudo eletrofisiológico nas bradiarritmias.
c.Introdução à estimulação cardíaca artificial;
d.Noção sobre marcapasso uniu e bi-cameral;
e.Noções sobre marcapasso multissítio;
f.Taquiarritmias de QRS estreito I;
g.Taquicardias de QRS Largo I;
h.Estudo eletrofisiológico nas taquiarritmias;
i.Cardioversor desfibrilador implantável; e
j.Desfibrilação com cardioversor.

15.Metodologia de Pesquisa, Emergências Psiquiátricas e Geriátricas (20h)
a.Diferentes formas de expressão escritas: 
i.Científica; e
ii.Não científica.
b.Reconhecimento em artigos científicos da área da saúde;
i.Contexto situacional de sua publicação; 
ii.Organização estrutural; e
iii.Estratégias de organização discursiva e linguística; 
c.Apropriação de recursos linguísticos e discursivos para empregá-los adequadamente em reescrita e produções textuais no contexto da saúde;
d.Compreender as diferentes partes de um relatório de pesquisa, como constitutivos da investigação;
e.Sistema de classificação de risco;
f.Exame do estado mental (psicopatologia geral);
g.Transtornos mentais orgânicos;
h.Transtornos do humor;
i.Transtorno esquizofrênico, esquizotípico e delirante;
j.Transtornos decorrentes do uso de substâncias (álcool e outras drogas);
k.Síndromes comportamentais associadas a transtornos fisiológicos e fatores físicos;
l.Transtornos neuróticos, relacionados ao estresse e somatoformes; e
m.Agravos crônico-degenerativos, cuidados às vítimas geriátricas e sua família em situação de emergência.

16.Síndrome Coronariana Aguda, Pericardites, Tamponamento Pericárdio e Insuficiência Cardíaca Crônica (40h)
a.Incapacidade do coração para bombear o sangue em volumes suficientes para atender às demandas do metabolismo:
i.Conceitos,
ii.Classificações; e
iii.Condutas.
b.Estudo do conjunto de sinais e sintomas (síndrome) relacionados ao coração;
c.Isquemia aguda do miocárdio;
d.Angina instável (desassociada com dano do músculo cardíaco);
e.Infarto do miocárdio sem elevação do segmento ST;
f.Infarto do miocárdio com elevação do segmento ST; e
g.Variações de como o infarto será classificado na síndrome coronariana aguda.

17.Urgências Obstétricas e Pediátricas (20h)
a.Assistência individual ou em grupo no cuidado de alta complexidade que envolve o abortamento;
b.Morbidade ginecológica e a gestação de alto risco; e
c.Urgência e emergência pediátrica.

Pré-requisitos:
Nível superior Completo

Público Alvo:
Graduados em Enfermagem

COORDENADOR

Profa. Esp. Érika Dornelas Soares

Profa. Esp. Érika Dornelas Soares

Profa. Esp. Érika Dornelas Soares

PROFESSOR