facebook pixel code

Reabilitação Traumato-Ortopédica e Desportiva

Pós-Graduação Carga Horária: 380 h Modalidade: Presencial

Área de Conhecimento: Saúde

Apresentação:

A busca pela vitalidade e uma melhora na qualidade de vida é algo extremamente difundida pela Ciência da Saúde e pelos veículos de comunicação, sendo assim, estamos presenciando um aumento no número de pessoas que estão buscando sair da inatividade, ou até mesmo aumentando os níveis de treinamento visando a melhora de seu rendimento e da qualidade de vida. Embora estudos demonstrem a importância da atividade física na prevenção e manutenção de um padrão de vida saudável, a prática pode determinar um aumento no risco da ocorrência de lesões entre aqueles praticantes de atividades desportivas. Essa busca pela qualidade de vida e a necessidade de melhores resultados por parte dos praticantes de atividade física, tem levado a um aumento da incidência de lesões relacionadas a pratica esportiva. Podemos encontrar na literatura incidências acima de 20%, onde as principais lesões foram contusões (39,6%), luxações (30,2%) e distensões (11,3%) e a pratica de futebol e musculação foram as atividades onde mais ocorreram lesões. Observando estes resultados é uma realidade a necessidade de se capacitar diferentes profissionais para atender a esse nicho do mercado em plena expansão que utilizam o exercício e diferentes técnicas e métodos para acelerar o processo de recuperação das lesões.

Disciplinas:

1. Empreendedorismo Aplicado à Reabilitação (20 horas)
a. Introdução ao marketing:
i. Porque estudar marketing e como ele pode ser aplicado no meu dia-a-dia
ii. Como meu público compra?
iii. Entendendo o comportamento de compra do meu paciente.
b. Posicionamento:
i. Como meus clientes me enxergam?
c. Definindo quem realmente é meu público:
i. Traçando o perfil de quem realmente eu quero atender.
d. Análise do processo de venda e conquista de clientes:
i. Atrair
ii. Converter
iii. Relacionar
iv. Analisar.
v. Como dar os primeiros passos: a conquista dos seus primeiros clientes.
e. Estratégias para gerenciar sua carteira de cliente:
i. Criação
ii. Estabilização
iii. Renovação.
f. Como alcançar uma excelência no seu trabalho dentro de uma sala de academia:
i. Qual a importância de conquistar tal excelência?
ii. O que o sua equipe e seus clientes esperam de você?
iii. Torne-se diferenciado em clínica.

2. Semiologia e Investigação em Reabilitação Desportiva (20 horas)
a. Conceito de avaliação e semiologia
b. Importância clínica da avaliação
c. O diagnóstico fisiterapêutico, cinesiopatológico e patocinesiológico
d. Anamnese:
i. Inspeção
ii. Avaliação do estado geral
iii. Sinais vitais (pressão arterial, freqüência cardíaca, freqüência respiratória, temperatura).
e. A observação:
i. A estática
ii. O comportamento
iii. Os sinais particulares.
f. Os testes:
i. Posicionamento
ii. Dinâmico
iii. Estabilidade dinâmica.
g. Anatomia palpatória e de superfície:
i. Como palpar
ii. Palpação músculo-esquelético
iii. Palpação visceral e do sistema vascular.
h. Goniometria (Grau de mobilidade articular e avaliação)
i. Medidas do comprimento dos membros e perimetria
j. Força (graduação de força muscular e provas e funções musculares)
k. Sensibilidade (avaliação das sensibilidades superficiais, profundas e combinadas)
l. Avaliação do equilíbrio estático e dinâmico (Romberg simples e sensibilizado)
m. Movimento e as diferentes possibilidades de respostas na realização do mesmo (Movimento e alteração ao padrão motor).

3. Anatomia e Fisiologia do Movimento Humano (20 horas)
a. Anatomia do Sistema Muscular:
i. Conceitos básicos
ii. Tipo de músculos
iii. Funções dos músculos
iv. Componentes anatômicos do musculo estriado esquelético
v. Classificação morfológica do músculo estriado esquelético.
b. Fisiologia muscular:
i. Fibra muscular
ii. Células satélites
iii. Retículo sarcoplasmático
iv. Miofibrila e miofilamento
v. Mecanismo molecular da contração muscular.
c. Ativação do musculo estriado esquelético:
i. Cortex motor
ii. Motoreunônio
iii. Sinapses
iv. Unidade motora
v. Potencial de ação
vi. Processo de excitação-contração.
d. Expressão mecânica e tipologia muscular:
i. Resposta a um estímulo
ii. Geração e aumento da força
iii. Relação de angulo, largura e força muscular
iv. Diferentes tipos de fibras musculares: miotipologia
v. Recrutamento e classificação de unidade motora.

4. Biomecânica e Cinesiologia Aplicadas a Reabilitação e ao Exercício (20 horas)
a. Bases Biomecânicas no exercício:
i. Análise biomecânica
ii. Montagem de programas de reabilitação através de bases biomecânicas
iii. Dores e sua interferência na biomecânica humana
iv. Lei do equilíbrio
v. Lei do conforto
vi. Lei da economia
b. Detecção de lesões:
i. Deficiências da ativação muscular - aparecimento de lesões
c. Cinesiologia aplicada ao exercício de força:
i. Modelo cinesiológico
ii. Avaliação da força:
• Mito sobre a força
• Relação entre a força e estabilidade
iii. Rigidez
iv. Stiffness
v. A flexibilidade
vi. Controle motor
vii. Estabilização lombopélvica.

5. Fisiologia do Exercício (20 horas)
a. Conceitos Básicos de Fisiologia do Exercício:
i. Consumo Máximo de Oxigênio (VO2máx.)  l.min-1 ou ml.kg-1. min-1
ii. Fatores genéticos
iii. Massa muscular
iv. Aptidão física
v. Condicionamento Físico
vi. Limiar Anaeróbio:
• Limiar 1
• Limiar 2.
vii. VO2: ml.kg-1.min-1
viii. Carga: km/h, mph, watts, kp, etc
ix. Frequência Cardíaca (bpm).
x. Frequência Cardíaca de repouso
xi. Peso corporal
xii. Carga máxima atingida
xiii. Frequência cardíaca do limiar
xiv. Massa muscular envolvida no exercício
xv. Eficiência Mecânica.

6. Adaptações Musculoesqueléticas e Neuroplasticidade nos Exercícios Contra Resistência (20 horas)
a. Adaptações neurológicas ao exercício:
i. Adaptações morfológicas
ii. Modificação da secção muscular
iii. Hipertrofia das fibras musculares
iv. Hipertrofia e proliferação de miofibrilas
v. Outras adaptações morfológicas:
• Mudanças de tipologia de fibra
• Adaptações do tendão e do tecida conjuntivo
• Modificação da arquitetura muscular.
vi. Adaptação nervosas:
• Provas indiretas das adaptações nervosas
• Provas diretas das adaptações nervosas
• Mecanismo explicativo específico das adaptações nervosas.
b. Neuroplasticidade e exercício físico pós trauma medular:
i. Epidemiologia da lesão medular
ii. Neuroplasticidade:
• Espontânea
• Provocada.
iii. Exercícios passivos
iv. Exercícios ativos
v. Estratégias e foco no exercício contra resistência
vi. Cuidados importante durante o controle e execução dos exercícios
vii. Treino de propriocepção e coordenação pós lesão
viii. Importância e execução do treino de marcha.

7. Diagnóstico por Imagens: Exames Complementares (20 horas)
a. RX:
i. Estudo radiológico das afecções traumáticas e não traumáticas dos membros superiores
ii. Estudo radiológico das afecções traumáticas e não traumáticas dos membros inferiores
iii. Estudo radiológico das afecções traumáticas e não traumáticas da coluna vertebral.
b. Ultrassom:
i. Estudo através da ultrassonografia das afecções traumáticas e não traumáticas dos membros superiores
ii. Estudo através da ultrassonografia das afecções traumáticas e não traumáticas dos membros inferiores
iii. Estudo através da ultrassonografia das afecções traumáticas e não traumáticas da coluna vertebral.
c. Ressonância Magnética - RNM:
i. Estudo das imagens das afecções traumáticas e não traumáticas dos membros superiores
ii. Estudo das imagens das afecções traumáticas e não traumáticas dos membros inferiores
iii. Estudo das imagens das afecções traumáticas e não traumáticas da coluna vertebral.
d. Eletromiografia - iEMG:
i. Estudo eletroneuromiográfico das afecções dos membros superiores
ii. Estudo eletroneuromiográfico das afecções dos membros inferiores
iii. Estudo eletroneuromiográfico das afecções da coluna vertebral.

8. Recursos de Eletro-termo-fototerapia em Reabilitação Desportiva (20 horas)
a. TENS:
i. Indicações e contra indicações
ii. Repercussões da aplicação no sistema músculo-esquelético
iii. Formas e tipos de correntes utilizadas nas abordagens
iv. Disposição dos eletrodos durante aplicação do TENS.
b. Ultrassom (U.S.):
i. Fisiologia do Ultrassom
ii. Indicações e contra indicações da aplicação do U.S.
iii. Repercussões no sistema músculo-esquelético.
c. Laser:
i. Fisiologia da laserterapia
ii. Indicações e contra indicações da aplicação do laser
iii. Repercussões nos sistemas músculo-esquelético e circulatório.
d. Termoterapia:
i. Fisiologia da crioterapia
ii. Indicações e contra indicações para uso da crioterapia
iii. Fisiologia do Infra Vermelho (IV)
iv. Indicações e contra indicações para uso do Infra Vermelho (IV).

9. Traumatologia e Ortopedia Clínica Desportiva I (20 horas)
a. Ortopedia e Traumatologia clínica e cirúrgica:
i. Tratamento clínico das afecções de membros superiores e cintura escapular
ii. Tratamento farmacológico das afecções de membros superiores
iii. Tratamento cirúrgico das afecções de membros superiores e cintura escapular
iv. Lesões da coluna e traumatismos da face.

10. Traumatologia e Ortopedia Clínica Desportiva II (20 horas)
a. Tratamento clínico das afecções de membros inferiores e cintura pélvica
b. Tratamento cirúrgico das afecções de membros inferiores e cintura pélvica
c. Tratamento farmacológico das afecções de membros inferiores
d. Traumatismo crânio encefálico (TCE)
e. Traumatismo raquimedular (TRM).

11. Avaliação e Tratamento na Reabilitação de Lesões da Coluna Cervical e ATM (20 horas)
a. Coluna cervical:
i. Prevalência e incidência
ii. Triagem e Screening dos pacientes
iii. Testes de Mobilidade
iv. Palpação, testes musculares e de performance
v. Testes especiais.
vi. Tratamento:
• Patologias mais comuns
• Sistema de Classificação de Tratamento
• Intervenções terapêuticas para tratar os sinais e sintomas principais
• Intervenções terapêuticas adjuvantes para tratar a queixa principal e fatores contribuintes
• Intervenções terapêuticas para tratar os problemas globais relacionados com a queixa principal.
b. As disfunções da ATM relacionada à cervicalgia:
i. Anatomia da articulação temporomandibular
ii. Biomecânica da ATM e coluna cervical
iii. Fisiologia da dor
iv. Tratamento da ATM.

12. Avaliação e Tratamento na Reabilitação de Lesões da Coluna nos Esportes: Torácica e Lombar (20 horas)
a. Coluna torácica:
i. Lesões dos tecidos moles:
• Distensões
• Contraturas
• Contraturas.
ii. Hérnia de disco torácica:
• Incidência
• Sintomas
• Exames
• Diferentes terapias na reabilitação: da cirurgia aos exercícios.
iii. Fraturas da coluna torácica:
• Tipo de fraturas
• Diagnósticos
• Diferentes terapias no tratamento de fraturas da coluna torácica.
b. Coluna lombar:
i. Lesões musculares e ligamentares:
• Diagnóstico e incidência de lesões musculoesqueléticas na coluna lombar
• Exames clínico e complementares.
ii. Fratura de coluna lombar:
• Tipos de fraturas e incidência
• Diagnósticos
• Diferentes terapias no tratamento de fraturas da coluna lombar.
iii. Lesões dos discos intervertebrais:
• Degeneração discal
• Diagnóstico clínico e exames complementares
• Hérnia de disco lombar
• Lesões traumáticas da coluna lombar.
c. Espondiólise e espondiolistese:
i. Epidemiologia
ii. Diagnóstico:
• Exames clínicos e complementares.
iii. Alterações degenerativas da articulação sacroilíaca
iv. Exercícios no tratamento dos distúrbios lombares:
• Estabilização e mobilidade articular
• Aumento de força e hipertrofia da musculatura.
d. Diferentes metodologias na prescrição e controle de exercícios para a reabilitação da coluna lombar.

13. Avaliação e Tratamento na Reabilitação de Lesões de Membros Superiores e Inferiores (20 horas)
a. Reabilitação nas lesões de MMSS:
i. Afecções do ombro
ii. Afecções do cotovelo e punho
iii. Afecções da mão
iv. Afecções da cintura escapular.
b. Reabilitação nas lesões de MMII:
i. Afecções do quadril
ii. Afecções do joelho
iii. Afecções do tornozelo e pé.
c. Reabilitação nas lesões reumatológicas:
i. Artrite reumatoide
ii. Artrose
iii. Fibromialgia.

14. Farmacologia Aplicada ao Trauma Ortopédico e Desportivo (20 horas)
a. Farmacodinâmica e Farmacocinética dos agentes Anti-inflamatórios:
i. Indicações
ii. Contra indicações.
b. Farmacodinâmica e Farmacocinética das drogas atuantes no sistema nervoso:
i. Indicações
ii. Contra indicações.
c. Farmacodinâmica e Farmacocinética das drogas atuantes no sistema cardiorrespiratório:
i. Indicações
ii. Contra indicações.
d. Distúrbios hidroeletrolíticos e suas repercussões clínicas:
i. Hiponatreima e hipocalemia
ii. Hipocalcemia e hipofosfatemia
iii. Uréia e creatinina
iv. Transaminases.
e. Análise e interpretação de hemograma e bioquímica:
i. Tipos de anemias
ii. Estudo das leucocitoses e suas repercussões clínicas
iii. Plaquetopenias e suas repercussões clinicas.

15. Urgência e Emergência no Exercício Físico e no Esporte (20 horas)
a. Introdução:
i. Sistema de acionamento de emergência:
• 192 ou serviços particulares de assistência
• Dados que devem ser fornecidos ao serviço de assistência
• Avaliar mecanismos de responsividade da vítima:
• Informações coerentes e relevantes sobre o evento.
b. Emergências clínicas:
i. Eventos específicos de origem cardiovascular:
• Parada cardiorrespiratória - PCR
• Hipotensão
• Arritmias
• Síncopes.
c. Eventos específicos de origem metabólica:
i. Hipoglicemia
ii. Hiperglicemia
iii. Intoxicação exógena
d. Convulsão:
i. Causas mais comuns e primeiro atendimento.
e. Eventos específicos causados pela temperatura:
i. Hipertermia e Insolação
ii. Desidratação grave
iii. Hipotermia.
f. Emergências traumáticas:
i. A sequência de atendimento a vítima traumatizada e politraumatizada
ii. Traumatismo crânio-encefálico
iii. Traumatismo raquimedular
iv. Trauma musculoesquelético
v. Hemorragias.
g. Sessão prática:
i. Imobilização da vítima de trauma e abordagem da coluna cervical
ii. Imobilizações de membros em casos de fraturas, luxações e entorses
iii. Imobilização de objetos encravados
iv. Oferta do Suporte Básico de Vida em paradas cardiorespiratórias - RCP
v. Uso do desfibrilador externo automático (DEA).

16. Metodologia da Pesquisa: Reabilitação Baseada em Evidências e TCC (20 horas)
Objetivo da disciplina:
• Capacitar o aluno a buscar informações científicas baseadas em evidências pautadas na prática da Reabilitação
. Trauma-Ortopédica e Desportiva de forma segura e confiável, pois este conhecimento que dará base para a conduta e planejamento para o cliente/paciente
• Capacitar o aluno para saber selecionar trabalhos científicos, ler, interpretar e reunir as informações de acordo com o objetivo da pesquisa.
• Auxiliar o aluno a criar estratégias para reunir as informações pesquisadas de forma organizada e de fácil acesso, como por exemplo fazer um fichamento.
Ementa:
a) Princípios gerais do pensamento científico.
b) Operar os sistemas de busca eletrônica e bibliográfica de artigos científicos.
c) Análise crítica das fontes de informação em saúde: as comunicações orais, os sites eletrônicos, as apostilhas, os livros textos, os artigos científicos
d) Metodologia de pesquisas em saúde e no esporte
e) Princípios do conhecimento epidemiológico
f) Identificação de métodos científicos qualitativo e quantitativo
g) Leitura e interpretação de métodos e resultados em estudos científicos.
h) Parâmetros para confecção do TCC - Relatório da prática profissional 

17. Recursos complementares em Reabilitação Desportiva (20 horas)
a. Bandagens Funcionais:
i. Indicações
ii. Biofísica.
b. Agulhamento a seco:
i. Indicações
ii. Biofísica.
c. RPG:
i. Indicações
ii. Posturas.
d. Plataforma Vibratória:
i. Indicações
ii. Repercussões músculo-esqueléticas
iii. Repercussões cardiovasculares.
e. Pilates:
i. Reabilitação baseada no método pilates.

18. Recursos manuais em Reabilitação Desportiva: Osteopatia e Cadeias Musculares Osteopatia (20 horas)
a. Avaliação Postural baseada na Osteopatia:
i. Avaliação postural
ii. Avaliação biomecânica dos membros superiores
iii. Avaliação biomecânica dos membros inferiores.
b. Aplicação osteopática às lesões ortopédicas e desportivas:
i. Tratamento osteopático das lesões de membros superiores
ii. Tratamento osteopático das lesões de membros inferiores
iii. Tratamento osteopático das lesões de coluna
iv. Tratamento osteopático das lesões de cintura escapular
v. Tratamento osteopático das lesões de cintura pélvica.
Cadeias Musculares:
c. Avaliação postural baseado no método Busquet:
i. Avaliação postural
ii. Avaliação biomecânica dos membros superiores
iii. Avaliação biomecânica dos membros inferiores.
d. Tratamento e manejo das lesões através do método Busquet:
i. Tratamento das lesões de membros superiores
ii. Tratamento das lesões de membros inferiores
iii. Tratamento das lesões de coluna
iv. Tratamento das lesões de cintura escapular
v. Tratamento das lesões de cintura pélvica.

19. Incidência e Tratamento de Lesões nos Desportos I (20 horas)
a. Triatlo:
i. Entendendo as modalidades
• Corrida
• Ciclismo
• Natação
ii. Gestos esportivos
iii. Prevalência de lesões - principais lesões
iv. Métodos e exercícios para prevenção e reabilitação de lesões.
b. Atletismo:
i. Entendendo as modalidades:
• Corridas rasas
Individuais e revezamentos
• Corridas com barreiras e obstáculos
• Marcha atlética
• Saltos
• Arremessos e lançamentos
• Combinadas.
ii. Gestos esportivos
iii. Prevalência de lesões - principais lesões
iv. Métodos e exercícios para prevenção e reabilitação de lesões.
c. Vôlei:
i. Entendendo a modalidade

Pré-requisitos:

Nível Superior Completo.

Público Alvo:

Profissionais da Saúde que desejam trabalhar na prevenção e no tratamento das lesões que acontecem durante a prática de atividade física com maior foco nos profissionais de Fisioterapia e Educação Física.


COORDENADOR

Prof. Daniel Mozzer

Prof. Daniel Mozzer

r.vianna@iespe.com.br20

Graduado em Fisioterapia pela Universidade Presidente Antônio Carlos. Pós graduado em Fisioterapia Pneumofuncional pela Universidade Castelo Branco (UCB-RJ), Pós graduado em Fisioterapia Cardiorrespiratória pela Universidade Castelo Branco (UCB-RJ), Formação em Reeducação Postural Global e Vestibular-sensorial pelo Instituto Fisiomanual (JF-MG), Formação em Pilates Clínico (JF), Formação em Bandagens Funcionais pelo Hospital Santa Clara (SP),Formação em BLS (Basic Life Suport) pelo American Heart Association (AHA), Fisioterapeuta sócio-gerente da Mover Fisioterapia, RPG e Pilates e Fisioterapeuta NOKIOCHI DOJO, Aikido, Brasil Aikikai (JF - MG), Coordenador do curso de Pós graduação em Fisioterapia Cardiorrespiratória da Faculdade Redentor / IESPE (JF-MG), Professor da Pós graduação em Fisioterapia Cardiorrespiratória da Faculdade Redentor / IESPe (JF-MG), Coordenador e Professor da Pós graduação em Reabilitação Traumato-ortopédica e desportiva da Faculdade Redentor / IESPE (JF-MG), Fisioterapeuta TUPI F.C.

Prof. MSc. Raphael Soares

Prof. MSc. Raphael Soares

r.vianna@iespe.com.br1

Graduado em Educação Física pela Faculdade de Educação Física e Desportos da Universidade Federal de Juiz de Fora (2007), Pós-Graduado em Fisiologia do Exercício e Grupos Especiais pela Faculdade Estácio de Sá de Juiz de Fora. Possui mestrado em Master of Science (MSc) in Human Movement and Sports: Adapted Physical Activities and Health, University of Lausanne, Switzerland (2011). Membro fundador e ex-delegado da Associação Suíça de Profissionais em Atividade Física Adaptada, ex-coordenador metodológico do Swiss Recovery Center. Tem experiência na área de prescrição e controle de exercício físico para grupos especiais, treinamento de alto rendimento para atletas de Trampolim, e nos últimos anos, vem desenvolvendo um trabalho em recuperação de pacientes com lesão medular. Atualmente é Personal Trainer, Professor e Coordenador de Curso de pós-graduação e Supervisor de Ensino no IESPe/FacRedentor.