Drones e paraquedistas no Sambódromo geram investigação

Dentre os muitos eventos ocorridos durante o Carnaval deste ano drones não autorizados e pouso de paraquedistas no Sambódromo durante o desfile da Portela abrirão investigação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), na noite de segunda-feira (16).
Drones e paraquedistas no Sambódromo geram investigação

22

O vant (também conhecido como drone), no formato de uma grande águia, voou à frente da
escola durante o desfile.
De acordo com informações da Anac, 400 pequenos vants foram operados pela Portela, no
Sambódromo.
A escola teria solicitado informações à Anac sobre a operação dos vants, mas não obteve a
autorização para utilizá-los, de acordo com a agência.
Devido a falta de licença os responsáveis pela operação dos equipamentos estão sujeitos a
ações civis e penais, de acordo com o Código Brasileiro de Aeronáutica.

icone do twitter