Vendas crescem no mês de janeiro

Aquecimento no mercado de vendas gerou lucro de 3,42% em janeiro do que em igual período do ano passado, já descontada a inflação calculada com base na variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Sem considerar o efeito da inflação, houve alta de 10,81%.
Vendas crescem no mês de janeiro

25


Na comparação com dezembro as vendas diminuíram 20,48% em valor deflacionado e 19,5% em valor nominal. Os dados foram divulgados hoje (25), pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras).
O resultado nas vendas foi classificado como "bom" pelo presidente do Conselho Consultivo da Abras, Sussumu Honda. Ele disse, em nota, que há um clima de apreensão no setor sobre o desempenho para os próximos meses.

Segundo o estudo realizado pela Abras à empresa GfK, a cesta dos 35 produtos mais consumidos pela população tiveram alta de preços, em média, de 1,04% sobre dezembro. O valor pago foi R$ 385,06. Nos últimos 12 meses, a cesta ficou 5,64% mais cara.


Por região, o Centro-Oeste teve o maior reajuste (4,6%), com o valor de R$ 370,45. Na outra ponta aparece o Nordeste, com recuo de 0,77%, ao preço de R$ 330,92. No Sul, a variação da cesta ficou 1,13% mais cara, somando R$ 421,38; no Norte, o preço caiu 0,71%, passando para R$ 421,73 e no Sudeste houve correção de 1,18%, com valor de R$ 372,93.



icone do twitter