facebook pixel code

Pesquisadores brasileiros descobrem eficiência do zika vírus no combate ao câncer de próstata

Quem poderia imaginar...O zika vírus, que, entre 2015 e 2016, transformou-se em um grande inimigo das brasileiras (apontado como principal agente causador dos milhares 

de nascimentos de bebês com microcefalia que tomou conta do país naquela época), ao que parece, tem uma função pra lá de positiva: é eficiente para o tratamento do câncer 

de próstata.

Pesquisadores brasileiros descobrem eficiência do zika vírus no combate ao câncer de próstata

19

DEZ

A informação vem da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

A pesquisa – liderada por Rodrigo Catharino e publicada na revista Scientific Reports – trouxe que o vírus reduziu, em 50%, o crescimento de células tumorais nessa região do pênis.

Curioso foi observar que o benefício não pode ser obtido a partir de uma simples picada do Aedes aeggypti (o mosquito que transmite o zika). Os pesquisadores precisaram inativar o vírus – em laboratório – aquecendo-o a uma temperatura de 56ºC.

Na sequência colocaram o vírus inativo em contato com um tumor maligno de próstata (um adenocarcinoma) e – 48 horas depois – compararam os resultados com um grupo de células de um tumor que não foi exposto ao vírus da zika.

Os testes revelaram 21 marcadores (entre eles, ceramidas, um tipo de lipídio, e fosfatidiletanolaminas, derivados de ácidos) que explicam como o vírus impede o desenvolvimento do câncer de próstata.

A existência das referidas substâncias indicou que o vírus provoca – de forma concomitante – vários efeitos no metabolismo do tumor. Um deles (chamado remodelamento lipídico) é observado por meio da permissão da entrada do zika nas paredes das células afetadas pelo câncer. Elas entram em colapso e morrem.

Olha que interessante! Os medicamentos dos quais dispomos, hoje, contra este tipo de câncer, não conseguem fazer isso.

Palmas para a Ciência! E para os pesquisadores brasileiros!


[Fonte: Revista Galileu] 


icone do twitter