facebook pixel code

Flexitarianos: saiba quem são eles

Flexitarianismo. Já ouviu falar?

Flexitarianos: saiba quem são eles

17

FEV

Trata-se de uma tendência nutricional. É praticada por pessoas que, com o desejo legítimo de adotar o vegetarianismo (ou o veganismo) – e diante de certa dificuldade de mudar os hábitos alimentares, como se diz por aí, “de supetão” – não abandonam de vez os produtos de origem animal e os mantêm na dieta, ocasionalmente, intercalados com uma alimentação vegetariana na maior parte do tempo.

Como diz o nome, são pessoas mais flexíveis no que tange ao tipo de alimentação.

A propensão aos hábitos alimentares mais elásticos cresce em tamanha proporção na população que a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) decidiu pesquisar o tema e acabou por desenvolver o New Burguer.

Trata-se de um hambúrguer vegetal feito com fibra de caju, proteína de soja, cebola, tomate, pimentão, corante natural e temperos.

O produto – que apresenta características sensoriais semelhantes ao hambúrguer de carne – é distribuído pela ‘Sottile Alimentos’ e pode ser encontrado em mercados e lanchonetes do Rio de Janeiro.

Nutricionistas frisam que o foco de quem não come carne não é, efetivamente, o emagrecimento e, sim, a não exploração animal (seja por motivo de ordem ética, religiosa, ambiental ou de saúde). A perda de peso, em alguns casos, continuam os especialistas, é só uma consequência.

Em geral, flexitarianos ingerem alimentos de origem animal em eventos sociais e é por causa dessa maleabilidade (que considera a ingestão de todos os alimentos, inclusive de carne, ainda que só de vez em quando) que a dieta deles não é difícil de seguir.

Se você gostou da ideia, vai aqui uma advertência: toda e qualquer alteração acentuada em seus hábitos alimentares deve ser acompanhada por um (a) nutricionista ou nutrólogo (a). 

Tirar a carne do seu cardápio e substituí-la por alimentos com grande quantidade de açúcar, gordura e sal – ignorando a necessidade de refeições com grande variedade de frutas, vegetais, leguminosas e cereais integrais – não vai adiantar nada. Só vai prejudicar sua saúde.


[Fonte: O Globo.com // Sociedade] 



icone do twitter