O tema é frequência cardíaca

Hoje passamos por aqui para conversar com você a respeito de frequência cardíaca.

O tema é frequência cardíaca

06

ABR

Será que você sabe qual é a definição do termo?

Se não tem ideia de como explicá-lo, nós, da UniRedentor, vamos te contar...

Frequência cardíaca é o indicador da quantidade de vezes que o coração bate por minuto. Seu valor normal, em adultos, varia entre 60 e 100 batimentos por minuto em repouso.

A frequência cardíaca é variável, ou seja, apresenta faixas diferentes de acordo com determinados fatores, como idade, nível de atividade física ou presença de alguma doença cardíaca. E não deixa de ser considerada, também, normal por conta disso.


A frequência cardíaca ideal, em repouso, de acordo com a idade é:

- Até 2 anos de idade => 120 a 140 bpm; 

- Entre 8 anos até 17 anos => 80 a 100 bpm;

- Adulto sedentário => 70 a 80 bpm;

- Adulto que faz atividade física e idosos => 50 a 60 bpm.


O batimento cardíaco é um importante indicador do estado de saúde de uma pessoa e para medir a frequência da pulsação pode-se colocar o dedo indicador e médio na parte lateral do pescoço para sentir os batimentos cardíacos e contar quantos pulsos são percebidos em 1 minuto. 

O cálculo também pode ser feito contando os batimentos até 15 segundos e multiplicando o resultado por 4.

Por último, ainda existe uma forma bem fidedigna de aferir a frequência cardíaca: utilizar um pequeno aparelho chamado frequencímetro (que se coloca no dedo) ou usar relógios especiais que fazem a referida medição.

É importante registrar que nem sempre o aumento das batidas do coração é indicativo de alguma situação preocupante. Referências acima de 100 bpm, por exemplo, podem ser resultantes de fortes emoções, ataque de pânico ou ansiedade, durante relação sexual, quando há febre ou durante a prática de exercícios.

Já a frequência cardíaca abaixo de 60 bpm pode acontecer por conta do envelhecimento ou tratar-se, apenas, de efeito colateral advindo de determinados medicamentos para o coração, por exemplo.

Em caso de frequência cardíaca alta e sensação de coração acelerado, especialistas dão dicas para que se tente normalizar as batidas do coração.


Aí vão elas: 

- Ficar em pé e agachar um pouco apoiando as mãos nas pernas e tossir com força 5 vezes seguidas;

- Respirar fundo e soltar o ar pela boca, lentamente, como se estivesse apagando suavemente uma vela;

- Fazer uma contagem decrescente, de 20 até zero, tentando se acalmar.


É quase certo que, depois desses procedimentos, o batimento cardíaco diminuirá um pouco.

Porém, se essa taquicardia – como é chamada – acontecer de forma frequente, a recomendação é ir ao médico para investigar o motivo desse aumento e se é necessário algum tratamento.


[Fonte: www.tuasaude.com] 


icone do twitter