Consumo de podcasts cresce no país

Você já deve ter sido – como se diz por aí – “bombardeado (a)” por convites para conferir o mais novo podcast de determinado artista ou canal de TV / do Youtube, não? 

Consumo de podcasts cresce no país

18

JUL

Talvez o convite tenha vindo do (a) seu (ua) vizinho (a), que resolveu se aventurar no ramo das entrevistas para falar sobre a área de atuação dele.


É isso, hoje, todo mundo é um potencial produtor de conteúdo e os podcasts – programas de áudio, sob demanda, que o ouvinte pode escutar na hora que quiser, ao contrário dos programas de rádio tradicionais – caíram no gosto dos brasileiros.

 

De olho nesta nova possibilidade do mercado, a Globo anunciou – no começo desse ano – que, em 2021, ia apostar suas fichas no crescimento do podcast.


E a decisão não poderia ter sido mais acertada: de lá para cá, o Globoplay foi agregando novos conteúdos e, hoje, oferece mais de 80 possibilidades, além de trazer para dentro da plataforma – com exclusividade – produtos famosos da produtora B9, como os podcasts “Mamilos” e “Braincast”.


Trata-se de acompanhar as transformações do mercado global e não se pode perder de vista que outras grandes empresas mundiais – como a Apple e o Spotify (líder no setor) – também estão de olho nessa fatia do mercado.

 

Para o diretor de Negócios Integrados em Publicidade da Globo, Eduardo Schaeffer, este é um mercado em franca expansão e chegar até o consumidor em todos esses canais traz vantagens para o negócio. “Esse modelo de distribuição permite que a gente faça a venda publicitária nos principais formatos disponíveis, como patrocínios, entrega dinâmica e programática”, disse o executivo.


E você? Já se rendeu aos podcasts? Conta para nós o que anda ouvindo...



[Fonte: portalpopline.com.br] 


icone do twitter