Vida marinha pode ser contemplada em museu subaquático, no Chipre

Vem ver que bacana esta notícia!

Vida marinha pode ser contemplada em museu subaquático, no Chipre

13

SET

Lá nas profundezas do Mar Mediterrâneo – mais especificamente, na região da praia de Pernera, no Chipre – está à disposição de visitantes o Museu da Escultura Subaquática Ayia Napa (Musan), que conta com 93 obras de arte.


Viu aí? A gente te disse que a notícia era bem legal...


Distribuídas ao longo de 170 metros, as criações podem ser apreciadas em visitas com duração de uma hora realizadas por scuba diving, para aqueles que têm o certificado de mergulhador, ou por snorkeling, no caso dos espectadores menos experientes.


A exposição é resultante de uma parceria entre o município de Ayia Napa, o Departamento de Pescaria e Pesquisa Marinha e o Ministério do Turismo de Chipre, e ocupa uma área afetada pela sobrepesca e pela degradação do habitat. As instalações artísticas, inclusive, foram pensadas para permitir o crescimento de corais, atrair peixes e, futuramente, para servir como lar para os animais.


Muito, muito bacana, não?


O autor das obras é o britânico Jason deCaires Taylor, artista que já trabalhou com museus subaquáticos no México, nas Bahamas e na França. Agora, no Chipre, ele fez grandes esculturas de pessoas e plantas a partir de materiais com pH neutro que não impactam negativamente o meio ambiente.


“Elas foram projetadas para deixar que o crescimento natural aconteça no substrato”, explicou Taylor, em entrevista à CNN Internacional. “Logo após cinco ou seis dias, consegui ver uma fina camada de algas na cabeça das esculturas, que já estavam cheias de peixes jovens.”


Taí, olha, uma sugestão bem interessante de destino de viagem para você depois que toda essa maluquice de pandemia passar, hein?



[Fonte: Revista Galileu]


icone do twitter