Quais as melhores respostas em entrevistas de emprego? Confira dicas

Você conseguiu uma entrevista e, se puder impressionar bem o (a) entrevistador (a), vai sair da imensa 

fila de desempregados que, atualmente, existe no Brasil.


Quais as melhores respostas em entrevistas de emprego? Confira dicas

29

Tudo bem, a gente sabe que, depois de tanto tempo em casa e, bem provavelmente, com o emocional abalado, é um tanto complicado se preparar adequadamente para a dita entrevista. A partir disso, como conseguir dizer, exatamente, o que o outro lado deseja escutar?

Bom, independente de pandemia, toda entrevista de emprego conta com perguntas bem características, certo? Logo, a primeira coisa a fazer é respirar bem fundo, acalmar a mente e se concentrar no que poderiam ser as suas respostas.

 Por exemplo, quando o (a) entrevistador (a) pergunta quais são os seus pontos fracos (ou defeitos), ele (a) está avaliando seu autoconhecimento e sua honestidade. Evidente que você não vai dizer que tem dificuldade de cumprir prazos, nem – no outro extremo – vai se “vender” como profissional perfeito (a). A dica é encontrar pontos nos quais você sabe que tem dificuldade, mas enfatizar que está se esforçando para melhorar. Exemplo? Se for o caso, cite sua dificuldade em falar em público.

Outro ponto nevrálgico de qualquer entrevista de emprego é a pergunta “Por que você foi demitido (a)?”. Aqui vale registrar que a área de recrutamento é incrivelmente pequena, o que significa que é bem fácil checar se o que você disse na entrevista é, de fato, real. Logo, seja honesto (a). Não precisa dar detalhes, mas diga a verdade. Se puder, fale sobre a experiência de aprendizado que você teve no emprego anterior e trate com uma vantagem para o próximo trabalho.

Ah, olha, e para finalizar, vamos te deixar com outra pergunta beeeemm característica de entrevistas de emprego: “Onde você se vê daqui a cinco anos?”.

Diante de tal questão é importante que você seja honesto (a) e bastante específico (a) a respeito dos seus objetivos. É preciso levar em consideração que, ao fazer tal pergunta, o (a) entrevistador (a) quer é saber algumas coisas: se você definiu expectativas realistas para sua carreira; se você tem ambição; se a posição pleiteada se alinha com seus objetivos de crescimento. 

Tudo bem se você não tiver muita certeza sobre o assunto, mas é importante que diga isso, claramente. E que complete dizendo que acredita que a experiência da atualidade poderá te ajudar a tomar as próximas decisões.

Viu? Não é tão difícil assim, vai?

Boa sorte!


[Fonte: www.vagas.com.br]



icone do twitter