Saiba quando é indicado se consultar com um (a) cardiologista

É bem comum que, ao ser perguntada sobre a última vez que esteve no cardiologista, a maioria das pessoas pare para pensar ou responda, de cara, que nunca esteve em  visita a tal profissional de Medicina.

Saiba quando é indicado se consultar com um (a) cardiologista

30

Realmente não é uma especialidade, digamos, essencial no dia a dia.

Mas, vale registrar que sempre que surgirem sintomas – como, por exemplo, dor no peito ou cansaço constante – é altamente indicado que se procure o (a) especialista em questão. É que estes são sinais de possíveis alterações no coração.

Para detectar as doenças cardiovasculares mais comuns (como arritmia, insuficiência cardíaca e infarto, por exemplo) também é fundamental ir ao cardiologista assim que surgirem os primeiros sintomas (ou pelo menos 1 vez ao ano).

Ainda é importante sublinhar que homens a partir dos 45 anos e mulheres a partir dos 50 que não apresentem história de problemas no coração devem ir, anualmente, ao cardiologista. Já em caso de histórico familiar, homens e mulheres a partir dos 30 e 40 anos, respectivamente, devem visitar o referido profissional periodicamente.

Vale prestar atenção aos principais sintomas de problemas cardíacos. São eles: ronco frequente durante o sono; falta de ar no repouso ou no esforço; dor ou desconforto no peito; cor azulada nas pontas dos dedos; tonturas ou desmaios frequentes;  palpitações ou taquicardia; tosse seca e persistente; inchaço nas pernas, tornozelos e pés; cansaço excessivo sem razão aparente; suor frio e má digestão, enjôo ou perda de apetite.

Uma vez em visita ao cardiologista, os exames pedidos para checar se o (a) paciente apresenta alguma alteração no coração são:

- Ecocardiograma: é uma ecografia que permite obter imagens das diferentes estruturas do coração em movimento. Esse exame analisa o tamanho das cavidades, as válvulas cardíacas, a função do coração;

- Eletrocardiograma: é um método rápido e simples que registra os batimentos do coração através da colocação de eletrodos metálicos sobre a pele do paciente;

- Teste ergométrico: é uma avaliação de esforço utilizada para detectar problemas que não são percebidos quando a pessoa está em repouso. Tal teste é realizado com a pessoa correndo na esteira ou pedalando em uma bicicleta ergométrica em um ritmo acelerado;

- Ressonância magnética: é um exame de imagem utilizado para se obter imagens do coração e do tórax.


[Fonte: www.tuasaude.com]


icone do twitter