SÍNDROME DE BURNOUT (ESGOTAMENTO PROFISSIONAL)

A síndrome de burnout é um transtorno psiquiátrico caracterizado por estados de estresse emocional e estresse devido a condições de trabalho desgastantes. 

SÍNDROME DE BURNOUT (ESGOTAMENTO PROFISSIONAL)

22

Os professores e a polícia são as classes mais atingidas. A síndrome de burnout, ou síndrome de burnout, é uma doença mental descrita pelo médico americano Freudenberger em 1974. A doença está registrada no grupo 24 da CID-11 (Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde) como um dos fatores que afetam a saúde ou vínculos com os serviços de saúde, incluindo problemas relacionados ao emprego e desemprego.

Caracteriza-se principalmente por um estado de estresse emocional e estresse crônico devido ao esgotamento das condições físicas, emocionais e psicológicas de trabalho. Essa síndrome é especialmente pronunciada em pessoas cujas ocupações exigem interação humana direta e intensa.

Os sintomas clássicos da síndrome de burnout são sentimentos de exaustão física e emocional, refletidos em atitudes negativas como: ausência do trabalho; agressividade; isolamento; mudanças repentinas de humor; irritabilidade; Dificuldade de concentração; perda de memória; ansiedade; frustrado; pessimismo; auto-rebaixamento.

Dores de cabeça, enxaquecas, cansaço, sudorese, palpitações, pressão alta, dores musculares, insônia, crises de asma e distúrbios gastrointestinais são manifestações físicas que podem estar associadas a essa síndrome.


Fonte: [https://drauziovarella.uol.com.br]


icone do twitter