facebook pixel code

Dieta da memória. Vem ver o que pesquisadores descobriram que pode ajudar a manter a saúde cognitiva dos idosos

Você tem idosos na família?

Dieta da memória. Vem ver o que pesquisadores descobriram que pode ajudar a manter a saúde cognitiva dos idosos

13

MAI

Eles já começam a apresentar os clássicos esquecimentos, tão comuns ao avançar da idade?

E se a gente te contar que, com uma dieta específica, é possível ajudá-los a manter a saúde cognitiva?

Vem ver esta novidade!

Um novo estudo, apresentado na reunião da Biologia Experimental de 2019 em Orlando (Flórida), revelou que o consumo regular de alho pode contribuir – e muito – com a neutralização de mudanças no intestino (especialmente na redução da diversidade microbiana) que, por em casos de idade adiantada, estão diretamente associadas a problemas de memória, como Alzheimer e Parkinson.

Para chegar a tal conclusão, os pesquisadores observaram camundongos mais velhos, aos quais foi oferecido um suplemento oral contendo sulfeto de alilo (um composto organosulfurado derivado da alicina, encontrada no alho).

O que eles inferiram?

Que, em comparação com as cobaias que não receberam o composto, os ratos mais velhos mostraram melhor memória de longo e curto prazo, além de bactérias intestinais mais saudáveis. 

Jyotirmaya Behera, médico, coordenador responsável pela pesquisa, na Universidade de Louisville, disse, animado: “Nossas descobertas sugerem que a administração dietética de alho contendo sulfeto de alila pode ajudar a manter microorganismos intestinais saudáveis e melhorar a saúde cognitiva em idosos.”

Boa notícia, não?


[Fonte: Folha Online // Em Tempo]