facebook pixel code

Nutrologia da Infância à Adolescência

Pós-Graduação Carga Horária: 420 h Modalidade: EAD

Área de Conhecimento: Medicina

Assista a vídeo aula demonstrativa

Assista a vídeo aula demonstrativa

Nutrologia da Infância à Adolescência


Apresentação:


Objetivo:

Habilitar Pediatras no diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças envolvendo aspectos nutricionais. 

Ao concluir o curso, o profissional estará apto à:

  • Orientar pais e responsáveis pelos pacientes e prevenir o desenvolvimento de diversas patologias que se iniciam na infância.
  • Identificar os processos fisiopatológicos e as alterações nutricionais envolvidos na doenças instalada. 
  • Utilizar recursos terapêuticos nutricionais, acrescentando-os ao arsenal convencional. 
  • Possibilitar  melhoria na qualidade de vida dos pacientes em acompanhamento, tanto no aspecto de prevenção, quanto como suporte no tratamento de doenças em curso.

Disciplinas:

METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA

  • Introdução aos conceitos básicos da metodologia científica;
  • A ciência e a produção de conhecimento;
  • Os tipos de pesquisa e os instrumentos de coleta de dados;
  • O projeto de pesquisa. Estilo da redação técnico-científica;
  • Fundamentação teórica na construção do texto;
  • Elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais. Citações: conceito, características e tipologia.


BASES DA NUTROLOGIA

  • Conceitos Básicos em Nutrologia ( Tipos De Alimentos, Nutrientes, Balanço Energético, “Leis de Escudero”);
  • Macronutrientes : Carboidratos, Lipídios e Proteínas;
  • Vitaminas, Fibras Alimentares;
  • Guias Alimentares;
  • Tabelas de Recomendação Nutricional (DRI, RDA, Ingestão Máxima, Etc);
  • Pirâmide Nutricional;
  • Conceito De Biodisponibilidade.


TÓPICOS EM NUTROLOGIA

  • Produção energética;
  • Metabolismo carboidratos;
  • Metabolismo lipídico;
  • Metabolismo proteico;
  • Métodos antropométricos (uso de gráficos, circunferências, pregas cutâneas);
  • Métodos laboratoriais-bioimpedância, dexa;
  • Avaliação em diferentes ciclos de vida (criança, gestante, idoso);
  • Utilização dos gráficos de crescimento, interpretação;
  • Estimativa do gasto energético (taxa metabólica basal, gasto energético em repouso);
  • Medição do gasto energético (calorimetria indireta/ água duplamente marcada, outros métodos);
  • Avaliação do consumo alimentar;
  • Principais grupos alimentares;
  • Cálculo de necessidades nutricionais;
  • Situações especiais;
  • Prescrição dietoterápica.


TÓPICOS EM SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

  • Conceitos principais em saúde pública;
  • Rotulagem;
  • Como entender a leitura dos rótulos;
  • Aditivos alimentares;
  • Corantes;
  • Adoçantes;
  • Alimentos geneticamente modificados;
  • Alimentos orgânicos.


NUTRIÇÃO NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA

  • Aleitamento materno;
  • Suplementos vitamínico-minerais;
  • Alimentação do lactente;
  • Alimentação complementar;
  • Fórmulas infantis e suplementos alimentares;
  • Alimentação do pré-escolar;
  • Alimentação do escolar;
  • Alimentação do adolescente;
  • Alimentação do prematuro.


TERAPIA NUTRICIONAL EM DOENÇAS CRÔNCAS

  • Manejo nutricional em hepatopatias (esteatose, insuficiência hepática);
  • Manejo nutricional em nefropatias (insuficiências renais agudas e crônicas, pacientes em diálise);
  • Manejo nutricional em cardiopatas;
  • Manejo nutricional em pneumopatas;
  • Manejo nutricional nas diarreias agudas e crônicas;
  • Manejo nutricional na constipação intestinal;
  • Manejo nutricional em encefalopatas;
  • Dieta cetogênica;
  • Erros inatos do metabolismo.

 

SUPORTE NUTRICIONAL CRÍTICO

  • Suporte nutricional enteral (casos clínicos)
  • Suporte nutricional parenteral ( casos clínicos)
  • Síndrome do intestino curto
  • Prematuridade extrema
  • Suporte em sepse
  • Suporte no paciente queimado
  • Suporte no paciente oncológico
  • Desnutrição crônica-manejo nutricional


ALIMENTOS FUNCIONAIS / ANTIOXIDANTES

  • Conceito;
  • Legislação;
  • Principais grupos químicos;
  • Terpenos;
  • Fitosteróis;
  • Polifenóis;
  • Tióis;
  • Indóis;
  • Tocoferóis e tocotrienóis;
  • Alimentos e seus compostos bioativos;
  • Alimentos quimiopreventivos;
  • Antioxidantes;
  • Geração das espécies reativas;
  • Mecanismos fisiopatológicos;
  • ”stress oxidativo”;
  • Sistemas antioxidantes;
  • Enzimáticos de pequenas moléculas e de reparação;
  • Rede antioxidante;
  • Fibras alimentares;
  • Classificação das fibras;
  • Papel das fibras solúveis e insolúveis;
  • Efeitos fisiológicos;
  • Indicações terapêuticas na obesidade,hipercolesterolemia,constipação;
  • Fibras nos diversos alimentos;
  • Prébióticos, probióticos e simbióticos;
  • Barreira intestinal;
  • Microbioma;
  • Microbiota;
  • Disbiose;
  • Intestino permeável;
  • Evidências clínicas;
  • Principais indicações.

 

SUPLEMENTAÇÃO NA PRÁTICA ESPORTIVA (ADOLESCENTES)

  • Introdução a suplementação;
  • Metabolismo no exercício;
  • Alterações fisiológicas;
  • Adaptações;
  • Suplementação de carboidratos;
  • Proteínas e hipertrofia muscular;
  • Tipos de suplementos protécos;
  • Lipídios;
  • Antioxidantes e termogênicos;
  • Uso de ergogênicos.

 

POLÊMICAS E CONTROVÉRSIAS / TERAPIA NUTRICIONAL EM SITUAÇÕES ESPECIAIS

  • Transtornos alimentares;
  • Bulimia;
  • Anorexia;
  • Vigorexia;
  • Ortorexia;
  • Alterações de imagem corporal;
  • Vegetarianismo na infância;
  • Abordagem nutricional no autismo;
  • Abordagem nutricional na síndrome de down;
  • Manejo nutricional no "failure to thrive";
  • Cuidados no acompanhamento da criança praticante de atividade física;
  • Polêmicas em nutrição;
  • Alergias alimentares e ao leite de vaca;
  • Doença celíaca e a questão do glúten.

 

DOENÇAS CARENCIAIS

  • Vitaminas hidro e lipossolúveis;
  • Minerais;
  • “Fome oculta”;
  • Carências vitamínicas;
  • (béri-béri, escorbuto, raquitismo, pelagra, etc);
  • Deficiências minerais (ferro, zinco, cálcio, etc);
  • Utilização clínica de vitaminas e minerais.

 

OBESIDADE E SUAS CO-MORBIDADES

  • Epidemiologia da obesidade infanto-juvenil;
  • Situação do brasil;
  • Transição nutricional;
  • Fatores determinantes;
  • Comorbidades;
  • Manejo nutricional e farmacológico;
  • Fisiopatologia da aterosclerose;
  • Fatores de risco para doenças cardio-vasculares colesterol e sua oxidação;
  • Abordagem farmacológica;
  • Abordagem dietética na dislipidemias e na hipertensão arterial;
  • Abordagem na síndrome metabólica;
  • Apnéia do sono;
  • Síndrome do ovário policístico;
  • Esteatose hepática.

Pré-requisitos:

Portadores de Diplomas de Graduação em Medicina.

Público Alvo:

Médicos


COORDENADOR

WALTER TAAM FILHO

WALTER TAAM FILHO

Graduação em Medicina-Universidade Gama Filho-Rio de Janeiro,Brasil (1977).Residência médica em Pediatria-Hospital Geral de Jacarepaguá (1978-1979). Especialista por concurso em Pediatria -Sociedade Brasileira de Pediatria (1981). Exerceu diversos cargos na Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro: Assessor-Chefe de Planejamento e Orçamento ,Diretor dos Centros Municipais de Saúde Oswaldo Cruz e Manoel José Ferreira. Doutorado em Ciência dos Alimentos pelo Instituto de Química -UFRJ (conceito capes 6) Aposentado como Médico Pediatra da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro,atualmente Médico do Ministério da Saúde,atuando no Instituto de Nutrição Annes Dias (INAD). Coordenador e Professor de Pós-Graduação em Nutrologia da Universidade Veiga de Almeida . Membro do Comitê de Nutrologia da Sociedade de Pediatria do Rio de Janeiro, no qual ocupou a Presidência no triênio 2007-2009. Tem experiência na área de Medicina, com especialização em Pediatria, atuando principalmente na área de Nutrologia em acompanhamento de crianças e adolescentes com sobrepeso e obesidade,além de dedicar-se como área de interesse nos processos de utilização de Alimentos Funcionais,estudo de micronutrientes e de mecanismos oxidativos e de antioxidação biológicos.

PROFESSOR